Circuito paradesportivo começa com boas perspectivas técnicas 

Além do aumento no número de atletas e entidades participantes, a Etapa Regional de São Paulo do Circuito Loterias Caixa de Atletismo, Halterofilismo e Natação deste ano teve o nível técnico mais elevado, com relação a competição do ano passado. Considerada celeiro de talentos paradesportivos, o Estado de São Paulo abriu o calendário de disputas do Circuito, neste fim de semana, na capital paulista.

Mais de 600 atletas buscaram o índice mínimo de classificação para as etapas nacionais do Circuito, disputadas no segundo semestre. A competição é a oportunidade para muitos mostrarem seu potencial na modalidade e conquistarem seu lugar na Seleção Brasileira e representarem o Brasil em disputas internacionais.

"A cada edição mais atletas e entidades querem participar, o que tende a elevar o nível técnico", afirmou o coordenador nacional da modalidade, Ciro Winckler. "Essa etapa mostra que nosso trabalho foca, claro, as Paraolimpíadas de Londres mas também os Jogos do Rio", reforçou o coordenador técnico nacional da natação, Murilo Barreto.

Para o coordenador técnico nacional do halterofilismo, Felipe Dias, os técnicos e atletas participaram da etapa bastante focados, o que ficou refletido nos resultados. "Essa competição é muito importante, pois é preparatória para o Open de Dubai, última chance dos atletas conquistarem índice para as Paraolimpíadas. Esses recordes nos deixam animados e com boas perspectivas para Londres 2012", afirmou.