Barrichello cita Schumacher e planeja volta à F1 no futuro

O anúncio da Hispania, realizado nesta última sexta-feira, de que o indiano Narain Karthikeyan ocupará a última vaga no grid da Fórmula 1 para a temporada 2012 decretou a saída de Rubens Barrichello, 39 anos, da principal categoria do automobilismo mundial. Mas para o piloto brasileiro, que correu os dois últimos anos pela Williams e há duas semanas perdeu a vaga para Bruno Senna, sua história na modalidade ainda não terminou. Em entrevista concedida ao jornalFolha de S. Paulo, Rubinho afirmou que seu futuro está em aberto e que o exemplo de Michael Schumacher, que deixou a F1 e voltou, o deixa otimista e com as portas abertas para um possível retorno.

Rubens Barrichello, que esteve nos Estados Unidos realizando testes com um carro da Fórmula Indy, disse saber que um dia sua história no automobilismo vai acabar, mas afirmou que este dia ainda não chegou. Otimista com os resultados alcançados nos treinos na Indy, o brasileiro disse ficaria feliz em pilotar ao lado de seu amigo Tony Kanaan, mas que ainda não decidiu seu futuro. Quanto a sua saída da Fórmula 1, após 19 temporadas disputadas, Barrichello disse que o sentimento foi de muita tristeza quando recebeu a notícia dos dirigentes da Williams. O brasileiro deixou claro que não gostou da maneira "fria" como a decisão foi tomada