Neymar fica fora de seleção do mundo; Barça e Real dominam  

O brasileiro Neymar, principal estrela do País no último ano, não entrou na eleição da Fifa da seleção do futebol mundial em 2011. Campeão da Libertadores e vice do Mundial de Clubes pelo Santos, o camisa 11 do time de Vila Belmiro acabou preterido pela presença do inglês Wayne Rooney, do Manchester United, que faz companhia ao português Cristiano Ronaldo e ao argentino Lionel Messi, do Barcelona, no ataque.

O time catalão do craque sul-americano, aliás, domina a equipe ao lado do arquirrival Real Madrid. Somado a Messi, o Barcelona possui na escalação o lateral direito brasileiro Dani Alves, o zagueiro Gerard Piqué e os meio-campistas Andrés Iniesta e Xavi.

Por outro lado, o Real, principal adversário do Barcelona pelo domínio do futebol espanhol e europeu, está presente com o goleiro Iker Casillas, o defensor Sergio Ramos e o volante Xabi Alonso, além de Cristiano Ronaldo. O quarteto não compareceu à cerimônia, já que entrará em campo nesta terça-feira para enfrentar o Málaga, pelo jogo da volta das oitavas de final da Copa do Rei da Espanha.

Dois jogadores do Manchester United, vice-campeão da Liga dos Campeões na temporada passada, completam a equipe ideal do futebol mundial: o zagueiro Nemanja Vidic e o atacante Wayne Rooney, principais destaques do clube inglês na última temporada.

Alex Ferguson recebe prêmio presidencial da Fifa

A segunda taça da noite ficou com o treinador Alex Ferguson. Depois de completar 25 anos à frente do Manchester United em 2011, o escocês recebeu das mãos do presidente da Fifa, Josep Blatter, o prêmio presidencial da entidade, dado pelo conjunto da obra de uma pessoa dentro do futebol.