Jornais internacionais repercutem vitória de Neymar

A vitória de Neymar no prêmio Ferenc Puskas, que elege o gol mais bonito do ano, repercutiu nos principais veículos de imprensa no mundo. O tento do atacante na derrota por 5 a 4 do Santos para o Flamengo foi o vencedor da eleição com 42% dos votos, à frente de Lionel Messi, com 28% e Wayne Rooney, com 30%.

O jornais espanhóis Marca e As, ambos de Madri, destacaram o feito do brasileiro e a "imposição" sobre os dois rivais que jogam no futebol europeu. Os dois periódicos lembraram que nas duas edições anteriores do prêmio, os madridistas Cristiano Ronaldo e Hamit Altintop venceram.

Já o Sport, de Barcelona, expôs o comportamento de Neymar durante a cerimônia de Zurique e afirmou que o futebol sul-americano agradece ao brasileiro, já que sua conquista foi a única representação vitoriosa do continente na premiação.

O site do jornal também destacou que o atleta saiu do Brasil ainda no domingo e se hospedou por poucas horas no mesmo hotel da delegação do Barcelona, mas não afirmou se ele conversou com o presidente Sandro Rosell ou com o dirigente Andoni Zubizarreta. Ainda sobre Neymar, o Sport complementou que o atacante parecia nervoso e tímido.

Já o diário argentino Olé publicou que o prêmio Puskas foi o único troféu que faltou a Messi e elogiou Neymar por ter vencido dois rivais do calibre do argentino e de Rooney. Os jornais ingleses The Guardian e The Sun também citaram a vitória do brasileiro, mas com menos destaque.