Dirigente critica "insinuação" de empresário de Montillo a paulistas

A novela envolvendo uma possível saída do meia argentino Montillo do Cruzeiro parece não ter fim. Logo após o término do Campeonato Brasileiro, vários clubes do país demonstraram interesse na contratação do atleta. No entanto, a diretoria cruzeirense se mostra irredutível quanto ao valor de 15 milhões de euros (cerca de R$ 36 milhões) para liberá-lo. O empresário de Montillo, Sérgio Irigoitia, concedeu entrevistas à imprensa paulista e deixou claro o interesse de levá-lo ao Corinthians. O presidente do Cruzeiro Gilvan de Pinho Tavares se mostra irritado com a postura do agente.

"O Montillo vai cumprir o contrato, porque o Cruzeiro tem condição de fazer cumprir. O empresário dele é que está se insinuando, principalmente na imprensa paulista, que quer vê-lo jogar em clube de São Paulo", desabafa o dirigente, em entrevista à TV Alterosa.

O argentino que passa férias no Caribe já demonstrou o interesse em permanecer no Brasil. E o presidente do clube mineiro reafirma a esperança de contar com o meio-campista em 2012.

"Sabemos que ele não está com essa vontade de sair. Pode ser que chegue aí um clube e pague o valor pedido por ele. Dos clubes do Brasil que nos procuraram, nenhum deles chegou nem perto dos 15 milhões de euros, e oferecer jogador para jogar por empréstimo no Cruzeiro como restante do pagamento não vamos aceitar", acrescenta.

Corinthians e São Paulo fizeram propostas oficiais ao Cruzeiro para compra dos direitos econômicos do camisa 10 cruzeirense. Porém, ambas foram recusadas pelo Cruzeiro. O clube mineiro detém 60% dos direitos econômicos do atleta, com o restante pertencendo a grupos de investidores. Montillo tem contrato com a equipe de Minas Gerais até 2015.