Morre em São Paulo o ex-jogador Sócrates

O ex-jogador Sócrates não resistiu à terceira internação em cerca de quatro meses e morreu nesta madrugada de domingo, em São Paulo. 

O Hospital Israelita Albert Einstein, local onde o ídolo corintiano estava desde a noite da última quinta-feira, confirmou a notícia por intermédio de boletim médico emitido às 5h30 (de Brasília).

Segundo o hospital, o ex-jogador morreu às 4h30 em consequência de um choque séptico. Sócrates deu entrada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) na última quinta. Ele foi submetido a tratamento dialítico (remoção de substâncias prejudiciais dos rins para limpar o organismo).

Ele teria começado a passar mal após uma refeição em um restaurante em Alphaville, na região metropolitana de São Paulo, com a mulher e um amigo. Os médicos, até então, não confirmavam se foi a comida que causou a doença.

Em agosto e setembro deste ano, o ex-jogador precisou ser internado por complicações no fígado que provocaram uma hemorragia digestiva - ele nunca escondeu o gosto pelo consumo de bebidas alcoólicas, mas, recentemente debilitado e bem mais magro, afirmou ter se livrado do problema.

Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira, 57 anos, foi um dos maiores craques da história do futebol brasileiro. Ídolo do Corinthians, ele defendeu o clube alvinegro entre 1978 e 1984. Meia de habilidade, o paraense iniciou a carreira no Botafogo-SP na década de 70. 

Foi um dos principais astros da badalada Seleção Brasileira da Copa do Mundo de 1982, eliminada pela Itália de Paolo Rossi.

Confira a nota na íntegra do hospital

NOTA DE FALECIMENTO

(São Paulo, 4 de dezembro de 2011, 5h30)

O Hospital Israelita Albert Einstein informa com profundo pesar o falecimento do ex-jogador Sócrates Brasileiro Sampaio de Sousa Vieira de Oliveira às 4h30, em conseqüência a um choque séptico.

Médicos Responsáveis:

Dr. Fernando Luis Pandullo

Dr. Ben-Hur Ferraz Neto

Diretor de Prática Médica

Dr. Oscar Fernando Pavão dos Santos