Jogadores do Vasco não se abalam com vaias da torcida

Portal Terra

RIO - Durante o empate sem gols com o Palmeiras, na noite deste domingo, os torcedores vascaínos vaiaram bastante o time e ficaram de costas para o gramado, mas os jogadores não se abalaram com as críticas.

- Podem vaiar, mas a equipe não deixou de lutar e tentar fazer o gol -afirmou Ramon, na saída do gramado de São Januário.

O goleiro Fernando Prass admite que o placar motivou a reação da torcida, mas lembra que o time encontrou dificuldade para furar a retranca do time palmeirense.

- Pelo resultado, merece vaias. Jogamos bem o primeiro tempo e criamos chances, mas não fizemos o gol. No segundo tempo, o Palmeiras se propôs a segurar o resultado e a jogar no contra-ataque. Eles foram eficientes nessa proposta e não conseguimos fazer o gol - lamentou Prass.

Já o técnico Gaúcho reconheceu que a equipe cruzmaltina tem sempre responsabilidade de conseguir o resultado positivo. - O Vasco é grande e tem que ganhar sempre, mas estou tranquilo. Nosso trabalho é feito com muita tranquilidade, mas não deu para fazer o que esperávamos -concluiu.