Lars Grael e Ronald Seifert perdem o bronze no Mundial de Star

JB Online

RIO - Foi por muito pouco que Lars Grael e Ronald Seifert não fisgaram a medalha de bronze do Campeonato Mundial da Classe Star, que aconteceu no Rio de Janeiro. A dupla, que começou a competição na trigésima quinta colocação foi se recuperando a cada regata, até chegar a liderar a última prova. Mas foi na última boia de popa que Lars e Ronald deixaram escapar o bronze e terminaram em quarto lugar na classificação geral.

"Largamos muito bem, fizemos uma regata excelente, mas erramos na aproximação de boia no último popa. No final, ainda demos um bordo que custou a perda de algumas posições na raia", lembra Lars.

Com o resultado desta quinta-feira, os velejadores somaram 44 pontos, com descarte, cinco abaixo do terceiro colocado, os brasileiros Torben Grael e Marcelo Ferreira. Embora a perda da medalha seja frustrante, Lars se diz satisfeito por estar entre os cinco primeiros colocados.

"Foi por pouco que não conseguimos o bronze, mas regata é sempre uma surpresa e tudo pode acontecer. De qualquer forma, fico satisfeito de estar entre os cinco primeiros colocados, que era mesmo o nosso objetivo. Um resultado como esse, numa regata com 73 barcos na raia, o Brasil ocupa com cinco posições entre os dez melhores", destaca o timoneiro.

Questionado sobre a perda da medalha para o irmão, o caçula da família dispara:

"O Torben é um grande velejador e fez uma regata fantástica hoje. Pelo menos o bronze continuou com outro brasileiro".

O ouro do campeonato mundial da Classe Star ficou com os ingleses Iain Percy e Andrew Simpson. Os suíços Flavio Marazzi e Enrico De Maria ficaram com a prata e os brasileiros Torben Grael e Marcelo Ferreira com o bronze.