São Paulo aproveitou-se de minha pouca idade, diz Oscar

Portal Terra

DA REDAÇÃO - O meia Oscar encerrou o silêncio nesta segunda-feira e finalmente falou sobre a liminar obtida para deixar o São Paulo. Em nota oficial, o atleta reclama que foi prejudicado ao assinar um contrato com o clube do Morumbi quando estava prestes a completar 16 anos.

"Acredito ter sido prejudicado por toda a pressa, sendo que tinha menos de 16 anos e logo fui emancipado. Entendo o quanto fui prejudicado através da minha emancipação e por contratos assinados que só beneficiaram o clube. Estou buscando meus direitos", avisa.

Inicialmente, surgiu a informação que Oscar havia deixado o Brasil e seguido para a Inglaterra. O meia esclarece que viajou apenas à cidade de Americana, interior paulista, para se casar.

"Respeito muito a torcida do clube, porém, acho que, sendo muito jovem, fizeram comigo o que era bom para eles e não o que era bom para mim", argumentou o meia, que, agora, diz ter tomado consciência da situação.

"Agora, um pouco mais maduro, entendo que tudo foi feito em razão da pouca idade que eu tinha e da simplicidade de minha mãe. Nós não tínhamos condições de entender aquela situação toda. A emancipação nunca me favoreceu", concluiu.

Com a emancipação, Oscar, então com 16 anos, pôde assinar contrato com o São Paulo até 2012.

Oscar obteve na 40ª Vara do Trabalho de São Paulo, através de decisão da juíza Eumara Nogueira Borges Lyra Pimenta, uma liminar que lhe dá o direito de atuar por outro clube.