Jean Todt oficializa candidatura à presidência da FIA

Agência AFP

LONDRES - Um dia após ser indicado por Max Mosley como seu sucessor no comando da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), o francês Jean Todt confirmou nesta quinta-feira que se candidatará ao cargo de presidente da entidade nas eleições de outubro.

Em comunicado oficial, o ex-chefe da Ferrari alega que decidiu concorrer à presidência em razão do apoio irrestrito de Mosley. - Depois de conhecer a decisão de Max Mosley de não continuar no cargo e de seu inequívoco apoio a minha candidatura, escrevo aos membros da FIA para informar que concorrerei ao cargo de presidente - disse Todt.

- Minha intenção é continuar e expandir o trabalho fora de série realizado durante os últimos 16 anos pelo presidente Mosley, de maneira incansável, para reforçar a presidência da FIA em todos os campeonatos e o esforço realizado para transformar a entidade na voz dos pilotos, ampliando a segurança e mantendo as contas saneadas - afirmou.

O anúncio faz do francês o segundo pré-candidato às eleições do dia 23 de outubro. Antes dele, o finlandês multicampeão de rali, Ari Vatanen, já havia manifestado interesse em concorrer à presidência da FIA.