UFC planeja edição no Brasil a médio prazo

Fábio de Mello Castanho, Portal Terra

RIO DE JANEIRO - O Brasil terá de esperar um pouco para ver de perto uma edição do Ultimate Fighting Championship (UFC). Segundo o presidente do grupo, Dana White, o país está no plano de expansão da competição de vale-tudo pelo mundo, mas não há negociações em curso para uma cidade brasileira receber lutas.

Queremos colocar o UFC em todas as partes do mundo. Aos poucos estamos colocando. Organizamos um evento na Inglaterra e nosso próximo passo é a Alemanha. Depois temos França, Brasil,... afirmou em entrevista antes da disputa do UFC 94, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Dois fatores contribuem para o interesse do UFC chegar ao Brasil no futuro. Atualmente, 24 lutadores brasileiros têm contratos com o grupo, muitos em condições de disputar cinturões de suas respectivas categorias.

Fora isso, o mercado do Brasil é visto como de grande potencial por Dana White.

Sabemos que o Brasil tem um grande mercado. No momento estamos educando as pessoas ao UFC explicou o presidente, que em seu plano de expansão, conta com duas características que considera essenciais do evento Nós temos as mesmas regras em todas as partes do mundo. E todo o mundo gosta de luta, faz parte do DNA das pessoas.

No Brasil, especificamente, chamou a atenção de White a repercussão da morte de Helio Gracie. Apesar de nunca ter entrado na arena para uma luta de vale-tudo, Gracie era especialista em jiu-jitsu, estilo obrigatório entre os conhecimentos básicos de um lutador do UFC.