Se perder meu emprego terei algum outro, diz Felipão

Portal Terra

LONDRES - Mesmo pressionado em razão dos últimos resultados - o Chelsea só venceu dois de seus últimos oito jogos pelo Campeonato Inglês -, Luiz Felipe Scolari disse não ter medo de ser demitido.

Se perder meu emprego, terei algum outro afirmou ao jornal inglês Guardian.

O treinador brasileiro ainda disse não saber se manterá o emprego no Chelsea caso termine a temporada sem títulos.

Não é meu trabalho dizer isso ou aquilo. As pessoas, a direção e o clube devem analisar isso e olhar o quanto nós trabalhamos todos os dias ressaltou.

Questionado se haveria alguma decepção em deixaar o clube londrino, Felipão foi enfático.

Esse é um trabalho como outro qualquer. Eu gosto do Chelsea, gosto das pessoas, até da imprensa e da escola onde meu filho estuda. Mas se tiver que voltar ao Brasil, vou gostar de lá da mesma maneira. Quando estive no Kuwait e na Arábia Saudita, foi a mesma coisa. Se eu perder o emprego, seria a mesma pessoa garantiu.

Sobre a falta de disposição da equipe nos últimos jogos e na forma relaxada nos regimes de treinamentos, Felipão admitiu que todos estão abaixo das condições ideais.

Nos últimos cinco jogos, atuamos em 50% do nosso potencial. Alguns jogadores com 80%, outros com 35%. Mas o equilíbrio da nossa equipe foi de 50% avaliou, indicando a necessidade de melhorias Se me perguntarem se essa equipe está pronta para vencer títulos, direi que não. E eles sabem disso avaliou, se referindo aos jogadores.

Felipão disse não acreditar na idéia de que alguns jogadores estariam realizando um boicote a seu trabalho e ainda rejeitou as informações que davam conta de um desentendimento entre ele e o francês Nicolas Anelka.

Você precisa escolher entre esse ou aquele jogador e tenho 24 grandes jogadores, mas só dois atacantes de área. Um está jogando e não o outro finalizou.