Santoro acusa Roddick após quase ser atingido por saque

Portal Terra

NOVA YORK - Com 6/2, 6/2, 5/2 e 30-0 no saque para passar pela estréia do Aberto dos Estados Unidos na noite da última quarta-feira, Andy Roddick irritou o francês Fabrice Santoro, seu primeiro adversário na competição. O norte-americano disparou um saque com velocidade superior a 200 km/h em cima do adversário, que teve que se abaixar para não ser acertado pela bolinha.

Revoltando, o francês de 35 anos se recusou a devolver o último ponto e antecipou a derrota. Mas não deixou o caso passar em branco.

- Fiquei muito decepcionado com o que o Andy fez no penúltimo ponto da partida, reclamou Santoro em relação ao potente serviço de Roddick no 30-0.

- Ele é um cara legal, de quem eu gosto muito. Mas sacou na minha direção de propósito, acusou o francês, que ironicamente aplaudiu o rival após o acontecimento.

Ao saber das palavras de Santoro, Roddick se eximiu da culpa e admitiu uma mistura de erro com empolgação pelo saque forte que quase acertou o francês em cheio.

- Foi uma falha de azar, eu estava muito excitado com o meu jogo, comentou o norte-americano, que lamentou também o fato de seu rival ter se recusado a jogar o último ponto.

- Terminar a partida daquela forma foi um pouco frustrante, complementou.

Também nesta quarta-feira, Andy Roddick anunciou que seu irmão John não é mais seu técnico. Os dois encerraram a parceria há quase duas semanas, ao fim do Torneio de Washington, foi vice-campeão, perdendo a final para o argentino Juan Martín del Potro.

John Roddick era o segundo técnico do ex-número um do mundo este ano, entrou no lugar de Jimmy Connors. Atualmente, nono colocado do ranking de entradas da ATP vem treinando com Patrick McEnroe, capitão da equipe norte-americana da Copa Davis, em parceria definida apenas para o Aberto dos Estados Unidos.