Por vitória, meia do Flu diz que vale até gol de mão

Portal Terra

RIO - O meia Thiago Neves, do Fluminense, admitiu que ficou chateado com a substitução na partida de ida das quartas-de-final da Copa Libertadores, quando o São Paulo derrotou o time carioca por 1 a 0 no Morumbi, mas afirmou que fará de tudo para levar sua equipe à vitória, inclusive um gol de mão.

O Fluminense precisa da vitória na partida desta quarta-feira, no Maracanã. Caso a equipe de Renato Gaúcho empate, o São Paulo fica com a vaga. Se o time de Muricy marcar um gol, o Flu terá que fazer três.

- Saí chateado, sim, mas não posso baixar a cabeça. Se todo mundo se entregar um pouquinho mais, virá uma força que vai nos ajudar muito. Não preciso brilhar, só quero ajudar o Fluminense a se classificar. Quero ajudar na marcação, dar carrinho, fazer gol de mão, se a gente ganhar está bom - disse.

- Fernando Henrique vem salvando a gente várias vezes, nos dá moral. E se os gols do Washington não estão saindo, quem sabe não vem dele o gol da classificação ou do título? Precisamos dos dois - completou.

É esse espírito e essa responsabilidade que o técnico Renato Gaúcho procurou passar durante a conversa de meia hora antes do treino da última segunda-feira. Frisou que esse será o jogo mais importante da história do Fluminense.

- Estava todo mundo um pouco para baixo por causa da derrota, mas ele nos deu a força que a gente precisava. Sabemos das dificuldades, mas temos que colocar a cabeça no travesseiro e pensar em dar a vida em campo. Não podemos só atacar, não somos time de índios, precisamos fazer uma boa marcação também. Queremos nossa foto naquela parede - brincou Thiago Neves.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais