Jornal do Brasil

Esportes - Copa América 2019

Argentina bate Chile e termina Copa América em terceiro

Jornal do Brasil

Em um jogo turbulento e com o craque Lionel Messi expulso, a Argentina venceu neste sábado (6) o Chile por 2 a 1, na Arena Corinthians, em São Paulo, e ficou com o terceiro lugar da 46ª edição da Copa América.

Os argentinos deram um show no início do confronto e abriram dois gols de vantagem antes dos 30 minutos do primeiro tempo.

A Argentina inaugurou o placar com o artilheiro Sergio Agüero, que aproveitou a cobrança de falta de Messi e saiu na cara do gol. O jogador do Manchester City driblou o goleiro adversário e tocou para o fundo da rede.

Pouco tempo depois, os argentinos continuaram pressionando e fizeram o segundo. Giovani Lo Celso acertou um belo passe para Paulo Dybala, que saiu na frente do gol e deu um toquinho para vencer Gabriel Arias.

Após o segundo tento, o árbitro paraguaio Mario Alberti Díaz perdeu o controle do jogo e o clima esquentou entre os jogadores das duas seleções. A situação ficou pior depois da expulsão de Gary Medel e Messi.

Aos 36 minutos da etapa inicial, os atletas se desentenderam após a disputa de um lance. O craque argentino deu um empurrãozinho em Medel, que não gostou e peitou Messi. Os dois se encararam e foram expulsos.

Essa foi a segunda vez que Messi levou um cartão vermelho na carreira. A primeira foi quando o camisa 10 estreou pela seleção argentina em um amistoso diante da Hungria, em 2005.

O juiz foi muito vaiado e xingado pelos torcedores presentes na Arena Corinthians. Alguns até pediram de volta o dinheiro que gastaram no ingresso. Já outros deixaram o estádio.

Na etapa final, a seleção chilena conseguiu diminuir com um gol de pênalti do meio-campista Arturo Vidal. No entanto, o Chile não teve forças para buscar o empate.

Com o resultado, a Argentina terminou pela quinta vez em sua história na terceira colocação da Copa América.