ESPORTES

Morre Beckenbauer, ex-técnico e campeão mundial pela Alemanha

Quando era jogador atuou como meio-campista nas décadas de 1960 e 1970

Por ESPORTES JB
[email protected]

Publicado em 08/01/2024 às 15:28

Alterado em 08/01/2024 às 19:44

Franz Beckenbauer Foto: Ina Fassbender/Reuters

Franz Beckenbauer, um dos maiores jogadores de futebol da Alemanha, que foi capitão da equipe na vitória da Copa do Mundo de 1974 e depois venceu o torneio novamente como técnico em 1990, morreu aos 78 anos de idade, informou a agência de notícias alemã DPA nesta segunda-feira (8).

Beckenbauer foi uma presença dominante e de classe com as camisas da Alemanha Ocidental e do Bayern de Munique nas décadas de 1960 e 1970, usando a calma com a bola e a distribuição do jogo aparentemente sem esforço que marcaram suas atuações no meio-campo para praticamente inventar a função de líbero, na qual obteve mais sucesso.

Ele disputou 103 partidas pela Alemanha Ocidental, vencendo o Campeonato Europeu de 1972 e a Copa do Mundo de 1974, disputada em casa, depois de perder a final do Mundial para a Inglaterra em 1966.

Seu clube, o Bayern de Munique, foi o melhor time do mundo em meados da década de 1970, vencendo três Copas da Europa e três títulos consecutivos da Bundesliga, e o próprio Beckenbauer foi eleito duas vezes o melhor jogador de futebol europeu do ano.

Como técnico da seleção nacional, sua equipe da Alemanha Ocidental perdeu a final da Copa do Mundo de 1986 para a Argentina, mas triunfou quatro anos depois na Itália como uma equipe alemã unificada.

Beckenbauer, apelidado de Kaiser [Imperador], foi um dos três homens que venceram a Copa do Mundo como jogador e técnico, e sua morte ocorreu três dias depois do primeiro a ter conquistado esta façanha, o brasileiro Mário Jorge Lobo Zagallo. Didier Deschamps, da França, é o outro a ter levantado a Copa do Mundo como jogador e treinador.

Depois de atuar como técnico, Beckenbauer passou a trabalhar como dirigente, mas em 2016 foi multado pelo comitê de ética da Fifa por não cooperar com uma investigação sobre corrupção na concessão das Copas do Mundo de 2018 e 2022. (com Reuters)

Tags: