Basquete: Caio Pacheco brilha de novo e Brasil se garante na AmeriCup

Estreante na seleção garantiu 18 pontos na vitória sobre o Paraguai

FIBA Americas / Divulgação
Credit...FIBA Americas / Divulgação

O Brasil chegou à quarta vitória em quatro jogos pelas eliminatórias da AmeriCup (Copa América de Basquete Masculino). Nesse sábado (28), o time comandado pelo croata Aleksandar Petrovic bateu o Paraguai por 73 a 50, no ginásio Obras Sanitarias, em Buenos Aires (Argentina). O armador Caio Pacheco, com 18 pontos, foi o cestinha do duelo. O resultado garantiu a classificação brasileira à próxima edição do torneio continental.

A próxima AmeriCup seria disputada no ano que vem, mas foi adiada para 2022 devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19). A seleção brasileira é a líder entre as quatro que integram o Grupo B das eliminatórias, com oito pontos, não podendo mais ser ultrapassada pelo lanterna Paraguai, com quatro pontos. A vitória vale dois pontos e a derrota um ponto. A chave ainda tem Uruguai e Panamá. Os três primeiros vão à competição continental, que é classificatória para os Jogos Pan-Americanos de Santiago (Chile) em 2023.

Mesmo garantido na AmeriCup, o Brasil ainda tem dois jogos pela frente nas eliminatórias, ambos em fevereiro. No dia 19, a Seleção pega o Panamá - a quem venceu na última sexta-feira (27), também em Buenos Aires. Três dias depois, reencontra o Paraguai. Os locais e horários dessas partidas ainda não foram anunciados pela Federação Internacional de Basquete (FIBA).

Petrovic começou o jogo contra os paraguaios com três mudanças em relação à equipe que superou o Panamá. Os armadores Alexey e Caio Pacheco e o ala-armador Danilo Fuzaro entraram nas vagas de Gui Carvalho, Georginho e Yago, respectivamente. O ala-pivô Lucas Dias e o pivô Rafa Mineiro seguiram entre os titulares. No primeiro quarto, o Brasil passeou e fez 30 a 7 com facilidade. Destaque diante dos panamenhos, Caio Pacheco anotou 10 pontos e ainda deu duas assistências.

A Seleção, porém, acabou se acomodando com a vantagem, errando muitos lances livres - antes do intervalo, o aproveitamento beirou os 50%, apenas - e viu o adversário crescer na partida. As mexidas do técnico croata não funcionaram e o Paraguai foi melhor no segundo quarto, vencendo a parcial por 20 a 16 e reduzindo a diferença de 23 para 19 pontos.

Para o terceiro quarto, Petrovic retornou com o quinteto que iniciou o jogo. O Paraguai conseguiu diminuir a vantagem brasileira para 12 pontos, mas no minuto derradeiro da parcial, Gui Carvalho assinalou cinco pontos em sequência e evitou um prejuízo maior à Seleção - que foi para os últimos 10 minutos com 17 pontos de frente.

O Brasil retomou o controle da partida no quarto final e só administrou a vitória. A defesa voltou a funcionar bem, cedendo apenas oito pontos aos paraguaios. No ataque, os brasileiros anotaram mais 14 pontos e liquidaram o jogo em 73 a 50.(com Agência Brasil)