Jornal do Brasil

Esportes

Ex-presidente da CBF José Maria Marín retorna ao Brasil

Jornal do Brasil

Por conta da idade avançada (87 anos) e dos riscos do novo coronavírus (covid-19), José Maria Marín retornou ao Brasil. O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) desembarcou neste domingo (5) no aeroporto de Viracopos (Campinas), vindo de um voo de Nova Iorque.

Macaque in the trees
José Maria Marin deixa tribunal em Nova York (Foto: REUTERS/Amr Alfiky)

O dirigente estava detido há 5 anos nos EUA e cumpria prisão domiciliar por fraude bancária, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

A prisão de Marin foi efetuada, em maio de 2015, em Zurique (Suíça). Ainda naquele ano, foi extraditado para os EUA, onde foi julgado e condenado à prisão e à devolução de milhões de dólares.

De acordo com as investigações norte-americanas, o ex-dirigente esportivo teria recebido cerca de U$ 6,5 milhões de propina de empresas de marketing esportivo dos EUA para assinar contratos de direitos comerciais de competições de futebol sul-americanas.

Banido pela Fifa, Marin teve agora a pena reduzida pela mesma juíza federal, Pamela Chen, que, ao decretar a sentença, o qualificou de “câncer” para o esporte. Banido pela Fifa, Marin, antes de ser presidente da CBF (2012 a 2014), foi governador, deputado e vereador pelo estado de São Paulo.