Botafogo vira no fim e segue vivo no Carioca em jogo marcado por tempestade

O Botafogo venceu o Resende por 2 a 1 nesta quinta-feira (30), no Engenhão. O jogo foi marcado por uma tempestade que interrompeu a partida por 44 minutos devido a trovões e poças de água. O triunfo só veio nos minutos finais, quando Pedro Raúl marcou de pênalti. Geovani abriu o placar e Bruno Nazário havia deixado tudo empatado.

Macaque in the trees
Pedro Raul, novo atacante do Botafogo, vem se destacando (Foto: Reprodução/Instagram)

A vitória foi fundamental para o Botafogo seguir firme na luta por uma vaga na semifinal da Taça Guanabara. O clube alvinegro chegou aos 6 pontos e colou no Flamengo, na segunda colocação do Grupo A, com 7. O Botafogo encara o Vasco no domingo, no Engenhão.

O clube alvinegro iniciou a partida com a mesma postura da estreia. Com toques rápidos e verticais. O problema é que os jogadores não caprichavam e os erros de passes evitaram jogadas perigosas. Para se ter uma ideia, o time só finalizou aos 19min, quando Fernando cruzou da direita e Bruno Nazário cabeceou com perigo.

O Botafogo tinha dificuldades para criar. Já o Resende sequer havia conseguido chegar ao ataque. E na primeira vez que cruzou o meio de campo, abriu o placar. E com um golaço. Geovani driblou Cícero, ganhou na velocidade de Marcelo e acertou o ângulo de Gatito Fernández: 1 a 0.

O Botafogo, então, passou a buscar a reação. O problema é que a chuva virou temporal e em poucos minutos o duelo foi interrompido por conta de relâmpagos e muitas poças. Foram 44min de paralisação até a bola voltar a rolar.

Após a interrupção, a partida reiniciou, mas o campo ainda não apresentava as condições ideais. Até por esse motivo, o Botafogo teve ainda mais dificuldade de chegar ao gol adversário. Em uma das poucas chances, o clube alvinegro reclamou de pênalti em lance com Bruno Nazário.

O Botafogo voltou animado para o segundo tempo. O campo já apresentava melhores condições e o alvinegro não demorou para assustar o adversário. Pedro Raúl recebeu em duas oportunidades dentro da área e mandou o recado.

O gol parecia questão de tempo. E foi. Aos 9min, Luiz Henrique trouxe jogada para o meio e acionou Luiz Fernando. Ele cruzou para Bruno Nazário, que aproveitou a boa jogada coletiva do Botafogo e marcou seu segundo gol pelo alvinegro.

Nos últimos minutos, Pedro Raúl marcou de pênalti e virou.(FolhaPressSNG)

Estádio: Engenhão, no Rio

Juiz: Grazianni Maciel Rocha

Auxiliares: Andréa Izaura Marcelino de Sá e Thiago Rosa Esposito

Cartões amarelos: Eduardo Grasson e Alef Manga (R)

Gols: Geovani (R), as 25min do 1º tempo; Bruno Nazário (B), aos 9min do 2º tempo; e Pedro Raúl (B), aos 48min do 2º tempo

BOTAFOGO

Gatito; Fernando (Barrandeguy), Marcelo Benevenuto, Joel Carli e Guilherme Santos; Cícero, Thiaguinho (Rafael Navarro) e Bruno Nazário; Luiz Fernando, Luís Henrique (Rhuan) e Pedro Raul. T.: Alberto Valentim

RESENDE

Ranule; Dieguinho, Eduardo Grasson, Kevin e Murilo Henrique; Rezende, Vitinho, Zizu (Rhayne) e Geovani (Wescley); Caio Cézar e Alef Manga (Thauan). T.: Edson Souza