Jornal do Brasil

Esportes

Vasco marca no fim e conquista primeira vitória no Carioca

Jornal do Brasil

O Vasco sofreu, mas com um gol aos 49 minutos de Germán Cano de cabeça, conseguiu vencer o Boavista neste sábado (25), no estádio Kleber Andrade (ES), e conquistou sua primeira vitória no Campeonato Carioca.

Com os três pontos, os comandados de Abel Braga chegaram a quatro pontos na competição e subiram para a 4ª colocação do Grupo B. Já o Boavista, manteve a 2ª posição do Grupo A, com cinco pontos.

O Vasco só entra em campo na próxima quinta-feira (30), em São Januário, diante da Cabofriense. Já o Boavista tem compromisso na próxima terça-feira (28), quando recebe o Madureira.

VASCO VAI PARA O VESTIÁRIO SOB VAIAS

Os comandados de Abel Braga não conseguiram dar muito trabalho ao goleiro Kléver na primeira etapa e com poucas chances criadas foram pro vestiário ao som de muitas vaias. Mesmo assim, a reclamação da torcida não ajudou. Na etapa final, o time continuou sem conseguir criar no campo de ataque e não obrigou o arqueiro adversário a fazer defesas importantes.

BOAVISTA SE DEFENDE PARA PODER ATACAR

Já a equipe de Saquarema optou pela estratégia de se defender e explorar os espaços deixados pelo Vasco na recomposição. Dessa forma, o time dirigido por Paulo Bonamigo, em muitos momentos, marcava com os onze jogadores atrás da linha do meio campo, dificultando a criação de jogadas vascaínas.

CRONOLOGIA DO JOGO

A primeira etapa da partida não foi de muitas oportunidades. Na primeira etapa, as chances de maior perigo do Vasco nem foram em direção ao gol: aos quatro minutos Marrony aproveitou cruzamento de Pikachu, chutou cruzado e levou perigo ao gol de Kléver e aos 30, Talles chutou cruzado, Cano desviou e a bola passou rente à trave. Já o Boavista teve seu melhor momento aos 42 minutos, a defesa cruzmaltina saiu jogando errado, a bola sobrou para Caio Dantas, que obrigou Fernando Miguel a fazer uma defesa importante.

Na segunda etapa o roteiro se repetiu e as chances continuaram escassas. O Vasco chegou com perigo aos 17 minutos, o meia Gabriel Pec cobrou falta pelo lado esquerdo e Talles cabeceou, a bola passou raspando a trave. E o Boavista deu trabalho a Fernando Miguel com uma batida de falta de Jean Victor, aos 23. Nos acréscimos, Luis Soares teve a chance para dar a vitória aos comandados de Bonamigo, mas chutou forte demais e a bola explodiu no travessão. Como quem não faz, toma. O Vasco fez com Cano aos 49 minutos do segundo tempo.

ABEL OUVE GRITOS DE 'BURRO'

Nos minutos finais da partida, a torcida vascaína pediu a entrada do Ribamar. Quando o jogador foi chamado por Abel, o estádio vibrou. No entanto, ao ser anunciado que Talles Magno deixaria o gramado para a entrada do atacante, os torcedores se irritaram e chamaram o comandante de "burro".(FolhaPress)

BOAVISTA

Kléver; Wellington Silva, Victor Pereira, Elivelton e Jean; Fernando Bob, Jefferson Renan (Luís Soares), Michel e Erick Flores; Tartá (Gabriel Cassimiro) e Caio Dantas (Renan Donizete). Técnico: Paulo Bonamigo

VASCO

Fernando Miguel, Yago Pikachu, Werley, Leandro Castan e Henrique; Raul (Vinícius), Bruno Gomes e Juninho (Gabriel Pec); Talles Magno (Ribamar), Germán Cano e Marrony. Técnico: Abel Braga

Estádio: Kléber Andrade, Cariacica (ES)

Árbitro: Alex Gomes Stefano

Auxiliares: Daniel do Espírito Santo Parro e Gustavo Mota Correia

Gol: Germán Cano, aos 49 minutos do 2º tempo

Cartões amarelos: Erick Flores, Elivélton e Victor Pereira (BOA) e Leandro Castán (VAS)