Jornal do Brasil

Esportes

Jesus pecou? Jesus nos traiu?

Jornal do Brasil OMAR PERES, redacao@jb.com.br

Para quem só tem que agradecer por tudo o que ele faz pela nação rubro-negra, não cabe, neste momento, nenhuma crítica.

No entanto, Jorge Jesus, cabe uma reflexão sobre suas últimas polêmicas e preocupantes declarações.

Macaque in the trees
Jorge Jesus, treinador do Flamengo (Foto: reprodução redes sociais)

Disse Jesus aos fiéis torcedores do nosso Mengão: "estão me criticando no Brasil por eu ser um técnico estrangeiro. Isso não me incomoda, pois o mundo é globalizado também no futebol."

A pergunta é: quem disse isso ? Eu, pessoalmente, não ouvi nenhum técnico brasileiro fazer essa crítica. Nenhum!

Portanto, Jesus, entendo que você deveria saber que essa declaração foi absolutamente desnecessária e que trouxe uma só consequência: uma enxurrada de críticas que dissecaram tua carreira, me desculpa, nada vitoriosa em outros campos.

Portugal tem três times: Benfica, Sporting e Porto. O resto é figuração pra ter campeonato. Clubes que no Brasil não passariam da série C e D de nossas competições.

Jorge Jesus nunca foi além do campeonato português. Nunca ganhou nada na Europa. Nada.

Ao contrário do Brasil, onde já ganhou o campeonato brasileiro e sul-americano. Por isso, foi aqui que ele pôde mostrar serviço e, quem sabe, até ter uma chance de treinar uma grande "equipa" europeia, como ele declarou.

Como ele mesmo reconhece, com amor e paixão, Jesus se tornou o Mister de nossa torcida, o que ele nunca tinha experimentado antes em nenhum país, em nenhuma outra "equipa" . Até porque, como disse acima, ele nunca tinha ganhado nada de importante como treinador.

Agora, cá entre nós, Jesus, depois dessas conquistas (graças à direção do Flamengo que contratou uma seleção pra você comandar), foi MUITO FEIA essa tua declaração, ontem, aos jornais portugueses dizendo que o Flamengo é uma "ponte para a Europa e que levaria Gabigol, Bruno Henrique e Arrascaeta."

MUITO FEIO, Jorge Jesus! Isso soa quase que anúncio de uma traição.

Faça uma reflexão. Não se deixe ser crucificado. Se isso acontecer, você será o Judas, e não Jesus.