Fluminense tenta superar crise pós-Oswaldo contra o Grêmio

Treinador foi desligado da equipe após empate com o Santos

O Fluminense encara o Grêmio neste domingo (29), a partir das 16h, no Maracanã, em partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro, ainda sob efeito da conturbada saída do técnico Oswaldo de Oliveira, demitido na sexta (27), no dia seguinte ao 1 a 1 com o Santos.

Na quinta, o confronto com os santistas foi marcado pela discussão do treinador do Flu com Paulo Henrique Ganso. Descontente por ter sido substituído aos 18min do segundo tempo, o meia xingou abertamente o comandante de burro, que rebateu, chamando o atleta de vagabundo.

Macaque in the trees
Ex-técnico do Fluminense, Oswaldo Oliveira (Foto: LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE F.C)

Oswaldo ainda deixou o gramado mostrando o dedo do meio para torcedores que o ofendiam. Enquanto a bola rolava, a torcida pediu a demissão do treinador em diversos momentos, o que foi consolidado após reunião dele com o presidente Mário Bittencourt, o vice Celso Barros e o diretor de futebol Paulo Angioni.

Além da demissão, a briga no Maracanã causou aplicação de uma multa disciplinar a Ganso. "A diretoria entende que a atitude do jogador foi incompatível com o que se espera de um atleta do clube, razão pela qual está aplicando a penalidade pecuniária sobre o salário e advertência funcional", disse o Flu em nota.

Ainda sem definição de quem será seu próximo treinador, o time carioca terá Marcão, auxiliar-técnico, comandando os jogadores diante do Grêmio. Além dele, Ailton Ferraz, coordenador técnico do sub-20, estará à beira do gramado.

Há dúvidas também sobre quem o interino irá mandar a campo. Ao menos Digão e Frazan, expulsos contra o Santos, não poderão atuar nesta rodada.

O clima conturbado do clube se soma à situação complicada na tabela. O Fluminense fechou a última rodada em 16º, logo acima da zona de rebaixamento, empatado em pontos com o Cruzeiro (19), que abria o Z-4 —a equipe tricolor ficava à frente no número de vitórias (5 a 4).

Já o Grêmio vive realidade distinta. O time gaúcho vem de uma arrancada de quatro triunfos seguidos, o mais recente sobre o AvaÍ, por 6 a 1, que o levou da 11ª para a sétima colocação, com 34 pontos, um a menos que o São Paulo, que abria o G-6 no início da rodada.

Diferentemente das vitórias recentes, no entanto, o Grêmio não terá seus usuais titulares contra o Flu. Renato Portaluppi voltará a optar por uma equipe alternativa no Brasileiro, já que irá retomar a disputa da Taça Libertadores na próxima quarta (2), quando enfrentará o Flamengo, pelas semifinais. (Folhapress)

FLUMINENSE

Muriel; Gilberto, Nino, Airton, Caio Henrique; Yuri, Allan, Ganso; Nenê, João Pedro, Yony González. T.: Marcão

 

GRÊMIO

Julio César; Léo Moura, Paulo Miranda, Rodrigues, Juninho Capixaba; Thaciano, Rômulo, Patrick, Luciano e Pepê; André. T.: Renato Portaluppi

 

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Horário: 16h deste domingo

Juiz: Caio Max Augusto Vieira (RN)