Jornal do Brasil

Esportes

Palmeiras vence Grêmio fora e joga por empate para ir à semi da Libertadores

FolhaPress

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Palmeiras venceu o Grêmio nesta terça(20), em Porto Alegre, por 1 a 0, e saiu em vantagem na disputa por vaga na semifinal Libertadores. A equipe paulista, agora, poderá jogar por um empate em casa.

O segundo duelo entre as equipes será na próxima terça (27), às 21h30, no estádio do Pacaembu. Em caso de vitória gremista pelo placar mínimo, haverá disputa por pênaltis.

Com formações espelhadas, ambos no esquema 4-3-3, Palmeiras e Grêmio tiveram dificuldades para fazer a bola rolar com velocidade no começo do primeiro embate. O excesso de erros de passes deixava o jogo truncado.

Em casa, o time gaúcho tomava mais iniciativa, mas era os contra-ataques palmeirenses que originavam os lances mais agudos.

Até os 30 minutos, no entanto, os goleiros pouco foram acionados até o momento em que Gustavo Scarpa sofreu uma falta, da intermediária. Era uma boa chance de mandar a bola para a área.

Marcos Rocha se posicionou para a cobrança e preferiu rolar curta para o próprio Scarpa. O meia soltou um chute indefensável. A bola ainda tocou no travessão antes de ir ao fundo da rede: 1 a 0.

Foi o sexto gol do camisa 14 na competição, da qual ele agora divide a artilharia com Marco Ruben (Athletico-PR) e Adrián Martínez (Libertad). Ele também é o goleador da equipe de Felipão na temporada, após balançar as redes dez vezes.

Antes do intervalo, o Grêmio ainda reclamou de dois supostos pênaltis —quando Alisson e Diogo Barbosa tiveram um encontrão dentro da área, e em um lance em que a bola bateu na mão de Luan. O árbitro esperou análise do VAR, e nenhuma infração foi apontada.

Na etapa final, Renato Gaúcho tentou mudar a forma de sua equipe jogar e colocou Tardelli no lugar de André. O Grêmio passou a ter mais presença de área e ampliou sua posse de bola (65% a 35%). Porém ainda pecava nos arremates.

Apesar de passar menos tempo com a bola, o Palmeiras demonstrava estar mais seguro na partida, pronto para buscar o segundo gol na primeira oportunidade clara para contra-atacar. Aos 30 minutos, veio a primeira chance, quando Carlos Eduardo fez jogada pela direita, cruzou rasteiro, Dudu finalizou de primeira e acertou a trave de Paulo Victor.

Justamente quando a equipe alviverde ensaiava uma pressão, acabou perdendo um jogador. Felipe Melo cometeu dura falta em Luciano, levou o segundo cartão amarelo e foi expulso aos 31 minutos.

Foi a segunda vez este ano que o volante deixou o Palmeiras com um a menos em campo. Na 14ª rodada do Brasileiro, ele também foi para chuveiro mais cedo ao levar cartão vermelho diante do Bahia.

Em desvantagem numérica, o time alviverde recuou completamente em Porto Alegre e, com todos os seus jogadores no campo de defesa, se concentrou em segurar a vitória pelo placar mínimo.

 

GRÊMIO

Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Cortez (Juninho Capixaba); Matheus Henrique, Maicon, Alisson (Luciano), Jean Pyerre e Everton; André (Diego Tardelli). T.: Renato Portaluppi

 

PALMEIRAS

Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Diogo Barbosa; Felipe Melo, Bruno Henrique, Dudu, Gustavo Scarpa (Raphael Veiga) e Willian (Thiago Santos); Luiz Adriano (Carlos Eduardo). T.: Luiz Felipe Scolari

 

Estádio: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

Público e renda: 47.852 e R$ 2.686.970,00

Juiz: Patricio Loustau (ARG)

Assistentes: Juan Belatti e Diego Bonfa (ARG)

VAR: Mauro Vigliano (ARG)

Cartões amarelos: Kannemann (GRE); Felipe Melo e Thiago Santos (PAL)

Cartão vermelho: Felipe Melo (PAL)

Gol: Gustavo Scarpa (PAL), aos 30min do 1º tempo