Grêmio vence o Bahia com golaço e vai à semifinal da Copa do Brasil

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Grêmio venceu o Bahia por 1 a 0 nesta quarta (17), na Arena Fonte Nova, e está na semifinal da Copa do Brasil 2019. Um golaço de Alisson selou o placar e deu a classificação ao time gaúcho, já que as duas equipes haviam empatado por 1 a 1 no primeiro confronto. A equipe baiana ainda atuou com um jogador a menos em parte do segundo tempo após expulsão de Moisés.

Agora, o time gaúcho enfrentará o vencedor do confronto entre Athletico Paranaense e Flamengo. Os dois empataram por 1 a 1 na partida de ida e se enfrentam novamente na noite desta quarta, às 21h30 (de Brasília), no Maracanã.

QUEM FOI BEM: ALISSON

Foi um golaço. Alisson recebeu belo passe de Matheus Henrique, que merece menção honrosa e elogios pela assistência, e driblou dois marcadores antes de chutar e balançar a rede.

Em mais uma boa jogada individual, o meio-campista foi derrubado por Moisés na entrada da área. O árbitro Braulio da Silva Machado inicialmente apitou pênalti, mas teve de rever o lance no monitor do VAR antes de constatar que houve falta fora da área - cobrada por Luan, que chutou para fora. O jogador do Bahia foi expulso.

QUEM FOI MAL: RAMIRES

Moisés também merecia este posto, mas Ramires teve atuação omissa no meio-campo do Bahia e foi muito criticado pela torcida.

CONFRONTO PEGADO

Os 45 minutos iniciais já não deixavam dúvidas sobre a importância que o confronto tinha para as duas equipes. Em mais um jogo pegado e nervoso, a exemplo do que foi a partida de ida, cada disputa de bola tinha uma carga extra de intensidade.

O Grêmio chegou a perder o controle do jogo, mas ganhou chances no contra-ataque. O obstáculo era a dificuldade para aproveitá-las.

ARTUR ATÉ TENTA CONDUZIR O BAHIA, MAS ERRA

Levando em conta sua vontade, o atacante foi um dos destaques positivos do Bahia, mas sofreu com a falta de pontaria e sorte. Aos 34 do primeiro tempo, o goleiro Douglas deu o chutão de ligação, Gilberto escorou de cabeça, e Artur chutou para fora. Pouco depois, aos 45, ele finalizou bem com a perna esquerda e viu Paulo Victor defender com tranquilidade.

ANDRÉ PERDE GRANDE CHANCE

O Grêmio podia ter obtido a vantagem no placar mais cedo, mas André desperdiçou grande oportunidade aos 42 do primeiro tempo. Em linda jogada, Jean Pyerre limpou a marcação com categoria e tocou para o colega, que chutou para fora.

E O CEBOLINHA?

O jogador que conquistou a torcida brasileira na Copa América e despertou interesse de outras equipes (como o Arsenal, da Inglaterra) teve atuação discreta. Everton Cebolinha ainda se mostrou nervoso demais aos 26 do segundo tempo, quando fez falta em Gregore, recebeu cartão amarelo e reclamou bastante com o árbitro.

Aos oito minutos do primeiro tempo, Paulo Victor foi pressionado por Elber no ataque e teve de proteger a bola. O que ninguém entendeu direito foi o salto que ele deu para fora do campo - teria sido uma tentativa de cavar a falta?

ROGER MACHADO x GRÊMIO

O técnico do Bahia nunca havia sido derrotado pelo Grêmio desde que deixou o clube em setembro de 2016. De lá para cá, antes desta quarta, foram três confrontos entre o técnico e os gremistas: vitória no comando do Palmeiras, um triunfo pelo time baiano na sétima rodada no Brasileiro deste ano e o empate por 1 a 1 no jogo de ida da Copa do Brasil. A vitória gremista, enfim, veio nesta noite.

RECORDE

Os 46.341 torcedores que pagaram para ver a partida constituíram um novo recorde. Este foi o maior público da Fonte Nova em jogos entre clubes desde que o estádio foi reconstruído e passou a ser uma arena.

 

BAHIA

Douglas; Nino, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Elton (Shaylon), Ramires (Fernandão) e Gregore; Elber (Arthur Caíke), Gilberto e Artur. T.: Roger Machado

 

GRÊMIO

Paulo Victor; Leonardo, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Romulo), Matheus Henrique e Jean Pyerre (Luan); Alisson (Pepê), André e Everton. T.: Renato Gaúcho

 

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)

Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Bruno Raphael Pires (GO)

Cartões amarelos: Elton, Gilberto, Fernandão, Gregore (B); Kannemann, Maicon, Everton, Renato Gaúcho, Matheus Henrique (G)

Público e renda: 46.341 pagantes e R$ 1.349.590,50

Cartão vermelho: Moisés (B)

Gol: Alisson, aos 19min do segundo tempo