Milan é banido da Liga Europa por infringir regra financeira da Uefa

O Milan foi banido da Liga Europa 2019-20 por violar as regras de Fair Play Financeiro (FPF) da Uefa, disse o Tribunal Arbitral do Esporte (TAS), a mais alta corte da Justiça esportiva, nesta sexta-feira.

O time sete vezes campão europeu terminou em quinto lugar na liga italiana na temporada passada, conquistando vaga para a competição europeia.

A exclusão do Milan significa que a Roma, que ficou na sexta posição, disputará a fase de grupos da Liga Europa, enquanto o lugar que seria ocupado pelo time na fase de qualificação ficará com o Torino, sétimo colocado na liga italiana.

“O TAS emitiu uma sentença de consentimento incorporando o acordo alcançado entre o Milan e a Uefa em relação às violações das normas do FPF pelo clube italiano", disse o TAS em comunicado.

"O Milan está excluído da participação nas competições de clubes da UEFA na temporada esportiva de 2019/2020 como consequência do descumprimento de suas obrigações do FPF durante os períodos de monitoramento de 2015/2017 e 2016/2017."

Sob os regulamentos da Uefa, qualquer clube que gaste mais do que a receita que gera pode enfrentar sanções, incluindo uma possível proibição de disputar competições realizadas pela confederação europeia.

Em abril, investigadores da Uefa reportaram que o Milan estava envolvido em uma suposta nova violação da regra financeira em seu período mais recente de monitoramento, e o caso foi passado para avaliadores financeiros.

(Reportagem de Shrivathsa Sridhar em Bengaluru)