Neymar quer voltar, mas Barcelona não o procurou, diz vice do clube

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Diante de especulações sobre o possível retorno de Neymar, o vice-presidente do Barcelona, Jordi Cardoner, afirmou que o clube catalão não procurou o atacante do Paris Saint-Germain.

"Não estamos recrutando ninguém no momento, especialmente esse jogador, com quem não tivemos contato", disse ele em uma entrevista coletiva. Cardoner afirmou também acreditar que o jogador deseja voltar ao time do Camp Nou.

Após quatro anos no Barça, Neymar chegou ao PSG em 2017 pelo valor recorde de 222 milhões de euros (R$ 966,2 milhões em valores atuais). Com contrato até 2022, sua missão é levar o time francês ao inédito título da Liga dos Campeões.

O brasileiro, porém, vem enfrentando seguidas contusões e questionamentos sobre seu comportamento.

Em entrevista à revista France Football no início de junho, o presidente do PSG, Nasser al-Khelaifi, disse que "aqueles que não querem ou não entendem [o projeto do clube], vamos nos encontrar e conversar."

"Ninguém o forçou a assinar aqui. Ninguém o empurrou. Ele veio sabendo que se juntaria a um projeto", disse o dirigente, se referindo ao atacante brasileiro.

Cortado da Copa América por uma lesão no tornozelo direito durante o amistoso contra o Qatar, Neymar atualmente se defende de uma acusação de estupro feita pela modelo Najila Trindade.