Mario Bittencourt vence eleição no Fluminense e Celso Barros volta ao clube

Mandato será até 2022

O advogado Mario Bittencourt confirmou seu favoritismo e venceu neste sábado (8) a eleição do Fluminense na sede das Laranjeiras ao derrotar o seu adversário, o empresário Ricardo Tenório, por 2.225 votos contra 1.032. Tiveram ainda 24 votos nulos e cinco em branco. O mandato do novo presidente tricolor será até o fim de 2022.

"Agradeço muito a vocês. A todos. Fizemos uma campanha limpa. Agradeço a quem veio votar, a quem não votou na nossa chapa. Agradeço ao nosso adversário, que foi honesto. Queremos fazer um Fluminense imenso. O segredo do sucesso é o amor clube", disse Mario em suas primeiras palavras como presidente.

Macaque in the trees
Celso Barros e Mário Bittencourt consedem coletiva de imprensa após vitória (Foto: MAILSON SANTANA/FLUMINENSE FC)

Aos 40 anos, Bittencourt ganhou notoriedade no futebol através do meio jurídico, advogando a favor do Fluminense em diversos casos importantes, como no polêmico rebaixamento da Portuguesa em 2013. Eficiente no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), ele invariavelmente foi contratado por outros clubes para realizar defesas específicas.

No Tricolor, também acumula passagens na diretoria. Em 2009, foi diretor de futebol. Já entre 2014 e 2016, foi vice-presidente de futebol.

Em 2016 já havia se candidatado à eleição tendo como vice da chapa justamente o seu adversário de hoje, Ricardo Tenório.

Seu primeiro ato como presidente do Fluminense promete ser o de colocar os salários de jogadores e funcionários em dia.

"Acredito que a diretoria ainda pague alguma coisa, mas, certamente, pelo menos as imagens estarão em atraso. Então, a primeira coisa que vou fazer é buscar recursos para colocar tudo em dia", disse o advogado em entrevista a reportagem.

Bittencourt acredita que com credibilidade no mercado, conseguirá montar um time mais forte mesmo sem recursos.

A democracia predominou durante toda a eleição do Fluminense. Do início do pleito, às 9h, até o encerramento dele, às 12h, o clima foi de tranquilidade, com os correligionários se respeitando. Ricardo Tenório enalteceu este ambiente:

"Fico feliz que o Fluminense passe por este momento de uma forma limpa e democrática. Vivemos um momento muito difícil. Independentemente do resultado, é importante estarmos unidos, para frente e lutando pelo Fluminense"

CELSO BARROS

Um dos atrativos da vitoriosa chapa "Tantas Vezes Campeão" é Celso Barros, ex-presidente da Unimed nos áureos tempos de conquistas tricolores e que volta ao clube como vice-presidente geral de Mario Bittencourt.

Barros é muito respeitado e querido no meio de futebol, e o novo presidente pretende utilizar o prestígio do companheiro para reforçar o elenco e tentar repatriar nomes identificados com o Fluminense, como Fred - hoje no Cruzeiro - e Thiago Silva - do PSG (FRA).

"Quem vai salvar o Fluminense é a torcida. Vamos resgatar a credibilidade da instituição, mas a base é a torcida", disse Barros da sacada da sede diretamente para os torcedores que estavam presentes.