Rodrigo Caio vira artilheiro decisivo para esquecer São Paulo e liderar o Flamengo

Zagueiro se tornou um dos principais jogadores do elenco e xodó da torcida

 Sem clima no São Paulo, Rodrigo Caio se viu sem alternativa a não ser procurar um novo lar. O Flamengo logo demonstrou interesse, e a contratação se mostra a cada dia mais certeira. O zagueiro se tornou um dos principais jogadores do elenco e xodó da torcida mesmo com o pouco tempo de casa.

As atuações seguras ganharam ainda mais destaque após Rodrigo Caio atravessar fase artilheira. E com gols para lá de decisivos. Contra o Atlético-PR, pelo Brasileiro, fez o gol da vitória aos 50min do segundo tempo. Já diante do Corinthians, pela Copa do Brasil, mais uma vez balançou a rede no fim do duelo e garantiu a classificação para as quartas de finais.

Macaque in the trees
Rodrigo Caio (Foto: Alexandre Vidal - Flamengo)

Rodrigo Caio surgiu como uma joia nas categorias de base no São Paulo e chegou até a seleção brasileira. Porém, o desempenho em 2017, quando o time lutou contra o rebaixamento, não foi bom. O zagueiro ainda ficou marcado após ter ajudado a arbitragem em um lance que renderia cartão amarelo ao atacante Jô em duelo contra o Corinthians.

A partir desse lance, Rodrigo Caio passou a viver em um ambiente carregado. A virada do ano representou vida nova, mas somente apenas até sofrer lesão. Quando retornou aos gramados, viu o time cair de desempenho e novamente o clima ficou pesado para o zagueiro.

VOLTA POR CIMA

Os primeiros passos no Flamengo não poderiam ser mais precisos. Com poucos jogos, o zagueiro conquistou a torcida, que hoje já o tem como xodó. Rodrigo Caio é exaltado tanto como jogador, como pessoa. O técnico interino Marcelo Salles fez questão de rasgar elogios ao comandado.

A fase é tão boa que o tema seleção brasileira já volta a aparecer ao lado do nome de Rodrigo Caio. Salles não fica em cima do muro. Mais que isso, ele diz acreditar que o zagueiro do Flamengo está próximo de voltar a vestir a camisa amarela. Segundo ele, só precisa manter o nível das atuações.

"Vejo o Rodrigo como o melhor zagueiro do Brasil, nível muito alto. Quem conhece sabe o profissional que é. Atende muito ao que penso de futebol e agrada ao torcedor. Se identificou rápido com o clube, parece que está há dez anos aqui. Certeza que retornará à seleção em breve", completou Marcelo Salles.

(BERNARDO GENTILE)