Presidente do Flamengo confirma saída de Abel Braga; Marcelo Salles assume

O presidente Rodolfo Landim confirmou na tarde desta quarta-feira (29) a saída do técnico Abel Braga do Flamengo. Em coletiva de imprensa no CT Ninho do Urubu, o mandatário rubro-negro falou sobre os últimos momentos do treinador e usou muitas vezes a palavra "descontentamento". O dirigente também disse que o auxiliar fixo Marcelo Salles será o comandante do time até a pausa na temporada para a Copa América.

"O assunto obviamente é a saída do Abel. Recebi um telefonema ontem de noite, conversei com ele, que comentou a decisão após conversar com os familiares. Eu entendi. É um problema pessoal dele. Vamos continuar o trabalho com o Marcelo Salles até a Copa América, quando faremos uma avaliação. Eventualmente, traremos um outro técnico", afirmou o presidente.

Macaque in the trees
Abel Braga (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

"Houve um crescente descontentamento geral da torcida por tudo o que aconteceu. Entendo que o nível de tolerância que as pessoas têm para aceitar o desgaste difere de cada um. Acho que o Abel conversou com a família, sentiu que o nível de desgaste estava sendo muito alto e pediu para sair", completou.Questionado sobre a busca de um novo treinador, Rodolfo Landim desconversou. O português Jorge Jesus é o preferido da diretoria para assumir o comando do elenco, embora não se fale abertamente sobre o caso.

"Com relação ao técnico, não tínhamos conversado com ninguém até agora. Conversaremos com várias pessoas. No momento em que, começa a existir um descontentamento com a torcida, é natural que empresários procurem pessoas do clube. Eles batem em diversas portas. Conversas existem, mas oficialmente não teve nada. Tem que falar comigo, e não autorizei nada ainda", garantiu.

Sem multa rescisória, Abel comunicou a decisão aos jogadores antes da entrevista do presidente no Ninho do Urubu. O experiente treinador deixa o clube acompanhado dos auxiliares Leomir e Fábio Moreno.

Na atual temporada, Abel Braga realizou 32 partidas, com 19 vitórias, oito empates e cinco derrotas. Ele conquistou o Campeonato Carioca pelo clube.

O agora ex-treinador do Flamengo se viu desprestigiado pela direção e não teve mais forças diante da resistência da torcida. As últimas atuações e declarações minaram de vez a relação com dirigentes e torcedores. A saída já era dada como certa na parada para a Copa América, o que fez o comandante se considerar carta fora do baralho e antecipar os fatos.

"Não gostei dos últimos acontecimentos. É o meu caráter, minha forma de ser. Não ganhei 27 títulos por acaso, no cara ou coroa. Se procuraram alguém, já estão pensando em mudar. Então, não vou ficar ali esperando os caras mudarem. Não tem multa em contrato. Saio a hora que eu quero, me manda embora a hora que quiser. Tudo tranquilo", disse Abel ao portal Yahoo.