Sem o maior artilheiro

Em dia de homenagem ao ídolo Waldo, falecido ontem, Fluminense inicia nova caminhada na Sul-Americana

O dia hoje é de estreia para o Fluminense, mas ontem foi de uma dolorosa despedida. Aos 84 anos, morreu em Valencia, na Espanha, o ex-atacante Waldo, maior artilheiro da história do clube. Foram 319 gols em 409 jogos, entre 1954 e 1961, além dos títulos do Carioca de 1959 e dos Torneios Rio-São Paulo de 1957 e de 1960. O ídolo tricolor sofria com o Mal de Alzheimer, e vivia sob os cuidados da Associação de Jogadores do Valencia, equipe na qual também deixou enorme legado, como segundo maior goleador da história.

Waldo será homenageado no Maracanã, onde o Flu recebe o Antofagasta, às 21h30, na abertura de mais uma participação na Copa Sul-Americana. "O Fluminense está de luto. O clube oferece os mais sinceros pêsames e solidariedade à família de um dos maiores jogadores da nossa história. Descanse em paz, Waldo. E obrigado por tanto", publicou o tricolor nas redes sociais.

Macaque in the trees
Waldo ostenta camisa comemorativa que recebeu do Fluminense em 2012, na última visita a Laranjeiras. Atacante foi o maior artilheiro da história do clube (Foto: Fluminense FC/28-11-2012)

Ganso está fora

Acompanhar o jogo de hoje não será missão das mais fáceis para quem ficar em casa. Sem transmissão na TV, Fluminense x Antofagasta só será exibido no Facebook e no YouTube, pelo serviço de streaming DAZN.

Como não houve tempo para inscrevê-lo na lista da primeira fase, Paulo Henrique Ganso está fora da partida de hoje e da volta, em 21 de março. O mesmo vale para o volante Allan, que também estreou diante do Bangu, e deixou boa impressão.

Quem entra no lugar de Ganso é Luciano, que cumpriu suspensão no Carioca. Por dores na coxa direita que insistem em incomodá-lo, Bruno Silva ainda é dúvida. Caso não se recupere a tempo, Dodi segue no meio-campo. Em alta no setor, graças a gol e grande atuação na sexta-feira, Caio Henrique será deslocado para a lateral esquerda, já que Marlon vive má fase e Mascarenhas ainda recupera a forma após se recuperar de caxumba.

Depois de promover mudanças na zaga com a venda de Ibañez e a iminente chegada por empréstimo de Léo Santos, que terá o salário integralmente pago pelo Corinthians, o Fluminense está próximo de ceder Nathan Ribeiro ao Fortaleza até o fim do ano. O destino é o mesmo que foi dado ao ponta Matheus Alessandro. A vaga de Nathan será preenchida por Nino, de 21 anos, que será emprestado pelo Criciúma.

Fluminense: Rodolfo, Gilberto, Matheus Ferraz, Digão e Caio Henrique; Airton, Bruno Silva (Dodi) e Daniel; Luciano, Yony González e Everaldo. Antofagasta: Hurtado, Fierro, Astaburuaga, Romo e Peñailillo; Jason Flores, Collao e Felipe Flores; Figueroa. Juiz: Arnaldo Samaniego (Paraguai).