City fatura Copa da Liga nos pênaltis

Faltou gol, mas sobrou emoção no domingo de partidas decisivas (por competições diferentes) na Inglaterra. Melhor para o Manchester City, que faturou o bicampeonato da Copa da Liga contra o Chelsea, nos pênaltis, e viu o concorrente Liverpool perder pontos em visita ao Manchester United no Campeonato Inglês um 0 a 0 de baixíssimo nível técnico.

No 25º título da carreira de Pep Guardiola, os protagonistas foram o goleiro e o técnico adversários. Na reta final da prorrogação, Kepa, o goleiro mais caro da história, recebeu atendimento após sentir cãibras. Ao se comunicar com os médicos, Maurizio Sarri entendeu que precisaria substituir o arqueiro, e deixou o reserva Caballero a postos para entrar.

Inconsolável, Kepa se recusou a sair de campo, e, de sua meta, discutiu com o treinador. Nos pênaltis, o espanhol chegou a pegar uma cobrança, de Sané, mas a defesa de Éderson no chute de Jorginho e a batida de David Luiz na trave deram a conquista ao City.

Foram apenas duas semanas de diferença entre o histórico 6 a 0 aplicado pelo time de Manchester no Campeonato Inglês e a final da Copa da Liga. Sarri aprendeu a lição e montou uma equipe que negou espaços ao adversário e tentou explorar os contra-ataques. Chegou a ser melhor no segundo tempo, mas não mexeu no placar e tropeçou nas próprias pernas na disputa de pênaltis.

Um fato inusitado também marcou o clássico entre United e Liverpool, em Old Trafford. O time da casa precisou substituir três jogadores (Herrera, Mata e Lingard) por lesão ainda no primeiro tempo. Firmino foi outro a se lesionar na etapa inicial, e deixou o estádio de muletas. O Liverpool lidera o Inglês com um ponto a mais que o City.