Botafogo joga pelo empate na Argentina

O destino pareceu cruel com o Botafogo ao colocá-lo frente a frente com o Defensa y Justicia logo na primeira fase da Copa Sul-Americana. Embora sem tradição, o adversário, que divide a liderança do Campeonato Argentino com o Racing, estava invicto na temporada, e o alvinegro vivia péssimo início de ano. O golaço de Erik no último lance no Nilton Santos, porém, mudou os rumos da história. E a equipe de Zé Ricardo vai à Argentina com a vantagem do empate, hoje, às 21h30, para avançar no torneio continental.

Embalado por três vitórias consecutivas, o Botafogo pode até perder por um gol de diferença, desde que balance a rede. Apesar de o Defensa se destacar por seu estilo ofensivo, obra do arrojado treinador Sebastián Beccacece, o histórico do time na temporada oferece boas perspectivas ao Botafogo. Das 13 vitórias dos argentinos, apenas duas foram por dois ou mais gols de diferença.

É crucial, no entanto, manter 100% de atenção até o final. Dos cinco triunfos do Defensa y Justicia desde a virada do ano, três saíram com gols nos acréscimos. Para conter o rival, o Botafogo precisará se virar sem Carli, que passará por artroscopia no joelho direito.

Defensa y Justicia: Unsain, Trinidad (Tripichio), Barboza, Martínez e Delgado; Miranda, Rius e Rojas; Fernández, Márquez e Aliseda. Botafogo: Gatito Fernández, Marcinho, Marcelo, Gabriel e Jonathan; Jean, Alex Santana e Leo Valencia; Erik, Kieza e Rodrigo Pimpão. Juiz: Diego Haro (Peru).