Flu e Vasco duelam para fugir do Fla

O Flamengo não chega a ser um bicho papão pelo futebol que vem apresentando neste início de temporada, mas precaver-se nunca é demais. É com a vantagem na semifinal da Taça Guanabara em mente que Vasco e Fluminense decidem hoje, às 19h, no Mané Garrincha, a liderança do Grupo B.

Ao perdedor do clássico caberá o confronto com o primeiro colocado do Grupo C no próximo fim de semana. O Fla depende apenas de um empate em casa com a já eliminada Cabofriense para garantir essa condição. A classificação tricolor, na verdade, ainda não é matemática, mas sim virtual, visto que o Volta Redonda precisa tirar três pontos e 11 gols de desvantagem no saldo.

Com 100% de aproveitamento até aqui, o time de Alberto Valentim joga pelo empate, e vai contar com o retorno de Maxi López para cumprir seu objetivo. O argentino marcou o gol da vitória vascaína no último encontro entre os rivais, no segundo turno do Campeonato Brasileiro. Nos 20 duelos mais recentes com o Fluminense, por sinal, o Vasco tem amplo domínio: 12 triunfos, cinco empates e três derrotas.

"Temos de ver o que o jogo pede. Se o Maxi não começar jogando, e não vou falar se vai, ele só entra se for necessário", despistou o treinador vascaíno.

Já o Flu de Fernando Diniz, melhor ataque do turno, com 12 gols em quatro jogos, deve ter o desfalque do artilheiro, Yony González, poupado. Airton, pendurado, é outro que deve ser preservado para o confronto com o River-PI, na próxima terça-feira, pela Copa do Brasil.

Uma vitória no clássico certamente ampliará a sensação de otimismo que tomou conta do clube desde o anúncio da contratação de Paulo Henrique Ganso, na quinta-feira. Para se ter uma ideia, o programa de sócio torcedor teve uma procura 11 vezes maior que o normal.

Vasco: Fernando Miguel, Cáceres, Werley, Leandro Castán e Danilo Barcelos; Raul, Lucas Mineiro, Pikachu, Dudu (Thiago Galhardo) e Marrony; Ribamar (Maxi López). Fluminense: Rodolfo, Ezequiel, Nathan Ribeiro, Matheus Ferraz e Mascarenhas; Caio Henrique (Luiz Fernando), Bruno Silva e Daniel; Mateus Gonçalves, Luciano e Everaldo. Juiz: Carlos Eduardo Braga.