Jornal do Brasil

Esportes

Santos anuncia a contratação de Jorge Sampaoli; apresentação será nesta terça

Jornal do Brasil

Agora de forma oficial, o argentino Jorge Sampaoli é o novo treinador do Santos. O anúncio foi feito pelo Santos na noite desta segunda-feira, em suas redes sociais, após uma reunião do técnico com o presidente José Carlos Peres e o novo executivo de futebol, o recém-aposentado meia Renato, em uma reunião em um hotel em São Paulo.

Após um acerto firmado na última semana, o argentino de 58 anos chegou ao Brasil na noite do último domingo, assinou contrato de dois anos e será o comandante do Santos a partir de 2019. A sua apresentação oficial foi marcada para esta terça, a partir das 14 horas, no Museu do Futebol, em São Paulo.

O treinador, inclusive, foi recepcionado com festa pelos santistas durante o seu desembarque no Brasil. Cerca de 200 torcedores fizeram muita festa e barulho no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (região metropolitana de São Paulo), na chegada do novo técnico.

Sampaoli substitui Cuca, ausente das atividades profissionais por conta de problemas cardíacos. Seu último trabalho foi na seleção da Argentina, onde não teve uma boa campanha na Copa do Mundo da Rússia - caiu nas oitavas de final para a França. Ele chega, a princípio, com um auxiliar e um preparador físico. Novos profissionais devem ser contratados posteriormente.

TRAJETÓRIA - Jorge Sampaoli começou a sua história no futebol dentro das quatro linhas como lateral. Após aposentar as chuteiras, o argentino deu início a sua caminhada como treinador. De 1994 a 2001, passou por quatro pequenas equipes de seu país.

A partir de 2002 que começou a ganhar mais destaque. No Peru, Sampaoli treinou quatro equipes conhecidas: Juan Aurich, Sport Boys, Coronel Bolognesi e Sporting Cristal. Com isso, ganhou notoriedade no continente e comandou o OHiggins, do Chile, e o Emelec, do Equador.

Em 2011, a Universidad de Chile contratou Sampaoli. Em menos de dois anos na equipe chilena, o técnico revolucionou a equipe com três títulos nacionais e uma Copa Sul-Americana, fazendo o clube crescer no continente, encantando a todos com um futebol dominante.

O sucesso no país o fez assumir a seleção do Chile, onde Sampaoli ficou quatro anos, disputou uma Copa do Mundo, quase eliminando a seleção brasileira em 2014 nas oitavas de final, e conquistou, de maneira surpreendente, a Copa América de 2015. O ótimo desempenho no Chile levou o treinador para o Sevilla, da Espanha, em sua estreia na Europa. Seu trabalho mais recente foi na Argentina, onde disputou seu segundo Mundial.