Jornal do Brasil

Esportes

Milan é eliminado da Liga Europa com derrota para Olympiacos

Lazio também perdeu, mas garantiu classificação na próxima fase

Jornal do Brasil

Em uma semana sombria para o futebol italiano nas competições continentais, ontem (13) o Milan foi derrotado por 3 a 1 pelo Olympiacos, da Grécia, e eliminado precocemente da Liga Europa. A Lazio, por sua vez, também perdeu, mas garantiu vaga na próxima fase do torneio.

Os seis clubes do país da bota que estão disputando competições europeias registraram cinco derrotas e um empate, incluindo três eliminações. Internazionale e Napoli foram despachados da Liga dos Campeões, mas disputarão a Liga Europa. O Milan, por sua vez, está de fora de qualquer campeonato continental. Milan - A equipe rossonera começou a última rodada da fase de grupos da Liga Europa na frente do Olympiacos, por três pontos. No entanto, o Milan só seria eliminado da competição caso acontecesse três combinações de resultados: perdesse para o clube grego por qualquer placar com três gols de diferença ou por 2 a 0 ou 3 a 1.

Após um primeiro tempo bem morno em Pireu, cidade vizinha de Atenas, o jogo só começou a pegar fogo na etapa final. No início, ambas as equipes perderam chances valiosas de abrirem o placar.

O desespero milanista começou aos 60 minutos, quando Pape Cissé aproveitou a sobra de um escanteio do Olympiacos e mandou de cabeça para o fundo das redes, sem chances para o goleiro espanhol Pepe Reina.

Após perder boas chances com Gonzalo Higuaín e Patrick Cutrone, o Milan foi castigado aos 69 minutos. O volante Guilherme, ex-Udinese e Corinthians, arriscou um chute de fora da área e a bola bateu em Cristián Zapata, que encobriu o goleiro rossonero.

Apenas dois minutos depois, o zagueiro colombiano foi novamente protagonista. Zapata aproveitou o escanteio cobrado na área do time grego e em um lance que contou com a sorte conseguiu descontar, se redimindo do gol contra.

A eliminação milanista foi selada aos 81 minutos, quando Kostas Fortounis converteu o pênalti cometido pelo italiano Ignazio Abate.

O grupo F terminou com o Real Betis (12) e Olympiacos (10) seguindo na competição. Já o Milan, eliminado pelo saldo de gols, fez companhia ao modesto Dudelange, de Luxemburgo, que também deu adeus ao torneio.

Lazio - Já classificados, Lazio e Eintracht Frankfurt, da Alemanha, se enfrentaram no Olímpico sem grandes pretenções. Após um primeiro tempo equilibrado, o time italiano abriu o placar na etapa final, aos 56 minutos, com o argentino Joaquín Correa Menos de 10 minutos depois, a equipe alemã empatou com um golaço do sérvio Mijat Gacinovic. Em um curto espaço de tempo, o Frankfurt empolgou e virou o jogo em um lance polêmico, que deixou a Lazio na bronca.

Entre um toque da bola no braço de Gacinovic, o camisa 11 achou o atacante Sébastien Haller livre, que impedido tocou para o fundo da rede do goleiro Silvio Proto. O lance deixou os jogadores da equipe italiana revoltados e com saudades do árbitro assistente de vídeo (VAR), presente apenas na Série A.

Chegando aos 18 pontos, o Frankfurt terminou a fase de grupos na liderança e com 100% de aproveitamento, com a Lazio (nove) logo atrás. Entretanto, Apollon Limassol, do Chipre, e Olympique de Marseille, da França, foram eliminados.