Jornal do Brasil

Esportes

Presa fácil para o Grêmio

Com atuação sofrível, Botafogo é espancado no Sul e sofre goleada: 4 a 0

Jornal do Brasil

Foi uma covardia. Atual campeão da Libertadores, classificado para as quartas de final este ano e dono do melhor futebol do Brasil, o Grêmio não tomou conhecimento do frágil time do Botafogo e aplicou uma goleada de 4 a 0, com direito a duas bolas na trave e um festival de gols perdidos. Com a derrota, a nona, o Botafogo caiu duas posições e está agora em 14º lugar, com apenas 25 pontos.

“A gente não competiu. Eles vinham de resultado importante na Libertadores, motivados, e a gente não equilibrou nesse aspecto”, admitiu o técnico Zé Ricardo.

Macaque in the trees
Desolado, Joel Carli caminha cabisbaixo enquanto os jogadores do Grêmio comemoram (Foto: Itamar Aguiar/Agencia Freelanc /Lancepress!)

O Botafogo é hoje a presa mais fácil do Campeonato Brasileiro quando atua longe de seus domínios. Depois da Copa já foram seis partidas fora de casa, com cinco derrotas e um empate, este com o lanterna Paraná (1 a 1). Nos outros jogos, cinco derrotas sem contestação – 0 x 2 Corinthians, 0 x 2 Flamengo, 0 x 3 Internacional, 0 x 2 Palmeiras e 0 x 4 Grêmio. Levou 13 gols e não marcou um sequer.

Ontem, o massacre começou cedo. Aos 11 minutos, Yago, que substituía Igor Rabello, errou feio ao recuar para o goleiro Saulo, que conseguiu salvar com os pés. Na sobra, Luan chutou e a bola bateu no braço esquerdo de Joel Carli. O juiz anotou pênalti, e Jael, com bela cavadinha, abriu o marcador na Arena.

O que se viu a seguir foi uma brincadeira. Jogando à vontade o Grêmio foi criando uma chance atrás da outra. Parecia que enfrentava uma equipe sub-17, tamanha a facilidade encontrada. Jael deitava e rolava e acertou o travessão aos 31. Mas estava tão fácil que não fez falta. Aos 44, Jael recebeu na área e fez 2 a 0, sem ser incomodado pela defesa alvinegra.

O cenário não mudou na etapa final, apesar da chuva torrencial que desabou sobre Porto Alegre. Mesmo com o campo parcialmente alagado, o Grêmio seguia dando as cartas. Aos sete, Everton acertou a trave com chute de fora da área. Aos 15, Alisson fez o terceiro para os gaúchos. Saulo ainda evitou dois gols certos antes de o árbitro marcar novo pênalti de Carli, aos 29. André bateu bem e fez 4 a 0.

Inoperante nos 90 minutos, o Botafogo não acertou um chute sequer no gol de Paulo Victor. Assim fica muito difícil.

Grêmio: Paulo Victor; Léo Moura, Pedro Geromel, Kannemann, Bruno Cortez; Maicon (Alisson), Ramiro, Cícero (Douglas), Luan, Everton; Jael (André). Botafogo: Saulo; Marcinho, Yago, Joel Carli, Moisés; Jean, Matheus Fernandes (Marcelo Santos), Leonardo, Valencia; Erik, Luiz Fernando (Pimpão) e Brenner (Aguirre). Juiz: Jailson Macedo de Freitas (BA). Cartão amarelo: Joel Carli, Marcelo Santos, Cícero, Pimpão, Bruno Cortez.

Macaque in the trees
Tabela do Campeonato Brasileiro (Foto: JB)



Tags: futebol

Recomendadas para você