"Não podemos voltar atrás", diz Dilma em Belo Horizonte

Candidata à reeleição pediu que o Brasil vote com "paz, amor e consciência"

Nesta segunda-feira (29), abertura da última semana do primeiro turno das eleições, a presidente Dilma Rousseff, candidata à reeleição, visitou sua cidade natal, Belo Horizonte, em Minas Gerais, e lembrou que está em jogo a manutenção ou a perda das conquistas feitas pelos trabalhadores brasileiros.

Dilma pediu também que a população vote no próximo domingo com "paz, amor e consciência", e voltou a cutucar os adversários citando avanços sociais nos 14 anos de governo do PT. 

“Não podemos deixar que tudo o que conquistamos seja perdido. Não podemos deixar que se volte atrás nos empregos, no aumento de salários. O Brasil saiu do mapa da fome! Não podemos voltar atrás”, afirmou Dilma.

Com a voz rouca, a presidente também destacou a importância que Belo Horizonte teve para a sua formação política. "Fiz questão de vir aqui. Eu nasci e me criei nesta cidade, e daqui eu aprendi a olhar o povo deste país”, disse.