Dilma pode vencer no 1º turno, diz diretor do Datafolha

Num segundo cenário, é possível a chegada de Aécio ao segundo turno

O diretor-geral do instituto Datafolha, Mauro Paulino, disse que as eleições presidenciais, que ocorrem daqui a uma semana, ainda podem proporcionar os seguintes cenários: a reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT) em primeiro turno e a passagem do candidato do PSDB, Aécio Neves, para a segunda etapa da disputa. Isso, segundo ele, se o crescimento dos candidatos acontecer fora da zona de variabilidade, a conhecida "margem de erro", na próxima e última semana antes do voto. As possibilidades se dão caso o avanço de Dilma ultrapasse seu teto de crescimento. Na segunda hipótese, caso Marina Silva (PSB) caia a seu piso e Aécio suba a seu teto.

"Considerando-se o piso e o teto atuais de cada candidato, para a próxima semana Dilma deve variar entre 36% e 43%, Marina entre 23% e 31% e Aécio entre 16% e 22%", analisa Paulino.

>> Datafolha: Dilma tem 40%, Marina, 27%, e Aécio, 18%

>> Ibope: Dilma tem 38%, Marina, 29%, e Aécio, 19%

>> Vox Populi: Dilma tem 38% das intenções de voto; Marina, 25% e Aécio, 17%

De acordo com o diretor do Datafolha, Marina Silva, que chegou a ganhar larga vantagem sobre Dilma no primeiro turno, está em queda livre, chegando ao mesmo patamar de abril, "quando ainda figurava como apenas uma hipótese diante da candidatura de Eduardo Campos".

"A ambientalista perdeu pontos em vários estratos do eleitorado, mas nos últimos sete dias a queda concentrou-se com mais força no Nordeste. Dos três perdidos, ao menos dois saíram da região", diz Paulino, que comentou nesta sexta-feira, na TV Folha, a pesquisa que apontou Dilma com 40% das intenções de voto, contra 27% de Marina e 18% de Aécio.