ACM Neto ganha direito de resposta no programa de Pelegrino

O candidato à prefeitura de Salvador, ACM Neto (DEM), obteve direito de resposta contra a propaganda eleitoral da campanha do concorrente Nelson Pelegrino (PT). O direito de resposta foi concedido pela Justiça Eleitoral na noite da última quinta-feira. A ação foi apresentada pela campanha de ACM Neto.

A propaganda de inserção - apenas 30 segundos - veiculada em rádio no programa de Pelegrino, atribuiu "ao grupo de ACM" a autorização para derrubada de uma casa, em Jardim das Mangabeiras, expulsando uma mãe com uma criança no colo, sem qualquer fundamento. Em sua defesa, a campanha do petista afirmou que a propaganda se referia ao ex-senador Antonio Carlos Magalhães, morto em 2007.

A juíza da 5º zona eleitoral de Salvador, Maria de Lourdes Oliveira Araújo, constatou ilegalidade na conduta da parte representada na veiculação da propaganda. A magistrada afirmou na sentença que o concorrente do DEM não tinha legitimidade para participar do pleito municipal de 2012, e que a alegação não prosperava.

Maria Lourdes ainda entendeu que a ofensa, mesmo que não tenha se dirigido a ACM Neto, alcançou a sua honra, e ao mesmo tempo, elevou a imagem do candidato petista, que se apresentou como solução para o impasse.