SP: MPE pede impugnação de dois candidatos a vice em Campinas 

Dois candidatos a vice-prefeito sofreram em Campinas (SP) pedidos de impugnação em suas candidaturas. O vereador Dário Saadi (PMDB), integrante da chapa do atual prefeito Pedro Serafim (PDT) que tenta a reeleição, e Paulo Eduardo Moreira Rodrigues da Silva (PSDB), o Paulão da Unicamp, que concorre ao lado do deputado federal Jonas Donizette (PSB), estão sendo questionados pelo Ministério Público Eleitoral. Segundo alegação do MPE, os dois candidatos a vice tiveram as prestações de contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Os candidatos têm oito dias para recorrerem e as impugnações serão julgadas pelo juiz eleitoral Nelson Augusto Bernardes.

De acordo com o MPE, o vereador Saadi (PMDB) tem uma dívida com a Justiça Eleitoral referente à campanha para vereança em 2008. O MPE também vê irregularidades nas contas da Câmara Municipal, em 2006, quando Saadi era presidente da Casa e permitiu um reajuste aos vereadores, gerando um custo de R$ 1 milhão que não estava previsto no orçamento.

Quanto a Paulão (PSDB), o MPE alega que houve um prejuízo de R$ 931 mil ao Tesouro Nacional quando ele exercia a função de diretor-executivo da Fundação de Desenvolvimento da Unicam (Funcamp). A promotoria questiona a aplicação de recursos de convênio no mercado do CDBs, CDIs e Swap, contrariando legislação vigente.

O vereador peemedebista informou que vai recorrer, já que a dívida em questão foi negociada e o excedente salarial dos vereadores foi devolvido. Já o Paulão da Unicamp disse que recorreu junto a 33ª Zona Eleitoral, sustentando através de documentação fornecidas pela fundação e universidade de que não houve prejuízo ao erário público e aos projetos de pesquisas.