Bovespa abre em queda contaminada por cautela externa e apreensão com eleição

A Bovespa inicia os negócios em queda nesta manhã de sexta-feira, 17, em meio à retomada da cautela diante da crise da Turquia, que mantém em baixa as principais praças acionárias globais. Nesta madrugada, a lira turca voltou a operar em forte baixa frente ao dólar. O clima piorou no meio da manhã, depois de o tribunal superior na Turquia ter rejeitado, pela terceira vez, pedido para libertar o pastor americano Andrew Brunson, que está em prisão domiciliar acusado de terrorismo e espionagem. A Turquia tem solicitado garantias para libertá-lo, enquanto o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirma que não oferecerá nada em troca.

A agenda esvaziada nesta sexta-feira deixa os ativos locais mais expostos ao mau humor externo, mas também há certa apreensão dos agentes em relação ao cenário eleitoral. Hoje o foco está no segundo debate entre candidatos à Presidência, à noite, na Rede TV!. A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva tenta judicialmente que o vice candidato do PT, Fernando Haddad, participe do programa no lugar do cabeça de chapa, que foi impedido de sair da prisão. Também há expectativa pelas próximas pesquisas eleitorais.