Temor de guerra comercial volta ao radar e Bovespa cai com exterior

A Bovespa iniciou os negócios em baixa nesta quarta-feira (7) diante da retomada das preocupações com uma eventual guerra comercial após a renúncia de Gary Cohn do governo norte-americano. Crítico das medidas protecionistas do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, o assessor econômico era um dos membros do governo com melhor trânsito no mercado financeiro. 

A saída é vista como um sinal de que Trump vai  adiante com a cobrança de tarifa de 25% nas importações do aço e de 10% nas de alumínio. 

À 10h37, o Ibovespa recuava 0,20%, aos 85.480,15 pontos, em linha com os índices futuros em Wall Street e com as principais praças acionárias da Europa.

Fonte: Estadão Conteúdo

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais