Bovespa sobe mais de 2% e ações da Embraer disparam com possível fusão

Notícia de que fabricante de aeronaves negocia união com Boeing agitou mercados

O principal índice da bolsa brasileira fechou em forte alta nesta quinta-feira (21), puxada por ações de bancos e da Petrobras. Um destaque importante foi o desempenho dos papéis da Embraer depois que o jornal norte-americano Wall Street Journal noticiou que a empresa negocia sua aquisição pela Boeing - notícia confirmada em nota pelas empresas, sem maiores detalhes. 

Outra questão que movimentou o mercado foi o anúncio do plano de negócios da Petrobras, e também uma queda nos temores em torno de um rebaixamento da nota de classificação do Brasil por agências de risco. 

O Ibovespa avançou 2,41%, aos 75.133 pontos. As ações da Embraer subiram 22,5% após a confirmação de que negocia uma fusão com a Boeing. Mais cedo, os papéis chegaram a subir mais de 40%. Já o Itaú Unibanco subiu mais de 4%, Bradesco mais de 3%, e Santander teve valorização acima de 4%

>> Boeing negocia aquisição da Embraer, afirma 'Wall Street Journal'

A moeda norte-americana, por sua vez, fechou em alta frente ao real, em meio à agenda mais esvaziada. O dólar avançou 0,44%, a R$ 3,309 na venda, após a leve queda da véspera.