Preços do petróleo sobem com redução de estoque nos EUA

Os contratos futuros dos barris de petróleo negociados em Londres e Nova York operam em alta nesta quinta-feira (13), com os dados divulgados nesta quarta pela Administração de Informação de Energia dos EUA (EIA, na sigla em inglês), de que os estoques do país caíram quase 2,2 milhões de barris na última semana. Apesar disso, a preocupação com a sustentação dos preços com a produção crescente da commodity nos EUA continua rondando entre os operadores. 

A recuperação na produção de petróleo dos EUA acontece no momento em que grandes produtores consideram a possibilidade de prolongar o acordo de cortes na produção com o intuito de reduzir o abastecimento global e reequilibrar o mercado.

Uma comissão conjunta de ministros de produtores da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e externos à organização se reunirá no final de abril para dar sugestões quanto ao destino do pacto. A decisão final sobre a extensão ou não do acordo para além de junho será tomada pelo cartel petrolífero em 25 de maio.

Às 11h13 (de Brasília), o petróleo WTI para maio, contrato mais líquido, subia 0,47%, a US$ 53,36 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex). No mesmo horário, o Brent para junho também registrava queda de 0,29%, a US$ 56,02 o barril, na Intercontinental Exchange (ICE).