Vale propõe pagamento de remuneração a acionistas

A Vale informou que o seu Conselho de Administração aprovou e submeterá à deliberação da Assembleia Geral Ordinária, no dia 20 de abril, a proposta de pagamento de remuneração a acionistas em 28 de abril, no valor bruto de R$ 4.666.750.435,04, correspondente ao valor bruto de R$ 0,905571689 por ação ordinária ou preferencial em circulação em 22 de fevereiro de 2017 (5.153.374.926 ações). A medida está em sintonia com a nova política de remuneração aos acionistas aprovada nas Assembleias Gerais Ordinária e Extraordinária de abril de 2016.

Caso a proposta seja aprovada pela Assembleia, o pagamento do valor bruto de R$ 4.666.750.435,04 será feito a partir de 28 de abril, na forma de juros sobre capital próprio. Record date para os que têm ações de emissão da Vale negociadas na BM&F Bovespa será no dia 20 de abril de 2017 e para os detentores de American Depositary Receipts (ADRs) de emissão da Vale negociados na New York Stock Exchange - NYSE e na Euronext Paris será o dia 26 de abril. Os detentores de ADRs receberão o pagamento através do Citibank N.A., agente depositário das ADRs, no dia 05 de maio. 

As ações da Vale serão negociadas ex-direitos na BM&F Bovespa, NYSE e Euronext Paris a partir de 24 de abril de 2017. 

Contando com a primeira parcela distribuída em 16 de dezembro de 2016, no valor de R$ 856.975.000, se aprovada a proposta, a Vale distribuirá o montante bruto de R$ 5.523.725.435,04 aos seus acionistas referente ao resultado apurado no exercício de 2016.

"Com esse montante, estaremos distribuindo de forma equânime a todos os acionistas a remuneração mínima de 6% (seis por cento) calculado sobre a parcela do capital constituída aos acionistas detentores de ações preferenciais", diz a empresa em nota à imprensa.