Cumprimento de acordo para corte de produção de petróleo excede expectativas

Países de fora da Opep também entraram em consenso 

O comitê ministerial da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e os países não-OPEP destaca o sucesso das ações conjuntas destinadas a estabilizar os mercados de petróleo, disse o ministro russo da Energia, Aleksandr Novak.

"Os resultados do trabalho excederam, em nossa opinião, todas as expetativas, e muitos países cumprem suas obrigações mais rapidamente e em volumes maiores [do que o estipulado no acordo]", disse Novak.

Ele também agradeceu a todos os participantes do acordo:

"Posso dizer que estamos satisfeitos ao destacar o sucesso na implementação do acordo [de corte de produção de petróleo] e nas ações conjuntas da OPEP e dos países não-OPEP, que visam a estabilização do mercado de petróleo… De acordo com nossa avaliação, o acordo conjunto tem sido respeitado por todos os países e não é de duvidar que os acordos alcançados em 10 de dezembro de 2016 estão sendo implementados ", disse Novak.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) acordou em novembro de 2016 diminuir a produção de petróleo em 1,2 milhão de barris por dia para 32,5 milhões de barris por dia a partir de 2017.

Os países não-OPEP concordaram em cortes de produção em 558 mil barris por dia no total, incluindo a Rússia que fez cortes de 300 mil barris por dia.