Com recordes em Wall Street, bolsas da Ásia encerram pregão majoritariamente em alta

As bolsas do continente asiático encerraram o pregão majoritariamente em alta nesta quinta-feira (8), impulsionadas por novos recordes nos negócios em Nova York. Além disso, o Banco Central Europeu (BCE) pode anunciar novos estímulos ao mercado, o que trouxe otimismo aos mercados da região.

A exceção foi a China que, devido aos esforços do governo de combater movimentos especulativos, fechou em baixa. 

Os principais índices acionários de Nova York tiveram valorização superior a 1%, com o Dow Jones e o S&P 500 encerrando o dia em níveis recordes.

Também há expectativa de que o BCE estenda novamente seu programa de relaxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês), possivelmente por seis meses, em reunião realizada na manhã desta quarta.

No Japão, Nikkei teve alta de 1,45%, a 18.765,47 pontos. O sul-coreano Kospi e o filipino PSEi tiveram ganhos mais expressivos: de 1,97%, a 2.031,07 pontos e de 2,27%, a 7.022,38 pontos, respectivamente. Em Taiwan, o Taiex avançou 1,21%, a 9.375,86 pontos, e em Hong Kong, o Hang Seng a alta foi mais baixa, 0,27%, a 22.861,84 pontos.

Na China, o Xangai Composto caiu 0,21%, a 3.215,37 pontos, enquanto o menos abrangente Shenzhen Composto registrou perda de 0,62%, a 2.077,37 pontos.