Após 22 anos Roberto Setúbal deixa presidência do Itaú e Candido Bracher assume

Setúbal liderava o maior banco privado do Brasil desde 1994; Mercado não recebeu bem a notícia

Após passar os últimos 22 anos como presidente do banco Itaú, o empresário Roberto Setúbal anunciou que irá se aposentar da função. A aposentadoria era esperada pelo mercado e foi confirmada na tarde desta quarta-feira (9). O escolhido para substituir Setúbal é o executivo Candido Bracher, atual diretor presidente do Itaú BBA, banco de investimentos do Itaú.

A substituição está prevista para acontecer em uma assembléia com a presença de acionistas em abril de 2017. Setúbal irá assumir a função de co-presidente do conselho de Administração do Itaú, dividindo a função com Pedro Moreira Salles, ex-presidente do Unibanco e acionista do Itaú.

O mercado financeiro não recebeu bem a notícia da aposentadoria de Setúbal. As ações do banco Itaú caíram cerca de 3% no pregão desta quarta-feira.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais