Petróleo tem queda após forte avanço motivado por acordo da Opep

Os preços do petróleo registram ligeira queda nesta quinta-feira (29), depois da disparada de mais de 5% da véspera, quando a reunião da Opep gerou um inesperado acordo para congelamento da produção. 

O pacto firmado entre países da Opep e Rússia após reunião na Argélia prevê um corte na produção para uma faixa entre 32,5 milhões e 33 milhões de barris por dia (bpd), ante a atual produção de 33,24 milhões de bpd. Detalhes, contudo, não foram divulgados, e só devem ser conhecidos na reunião anual do grupo marcada para 30 de novembro, em Viena.

Às 9h07, o barril de Brent para dezembro negociado na International Exchange Futures (ICE), em Londres, tinha baixa de 0,59%, a US$ 48,95. Já o barril de WTI para entrega em novembro, negociado no New York Mercantile Exchange (Nymex), em Nova Iorque, recuava 0,28%, a US$ 46,92.

Leia também

> > 'Financial Times': Opep fecha acordo de corte na produção em Argel

> > 'Le Monde': Deutsche Bank agoniza e ameaça todo o sistema financeiro europeu

> > 'WSJ': Petróleo de xisto americano sobrevive ao colapso

> > 'Forbes': Brasil despenca no ranking de competitividade global