Petróleo dispara 5% no fechamento com acordo da Opep

O petróleo disparou 5% no pregão desta quarta-feira (28) com o inesperado acordo entre os países da Opep para limitar a produção. Os detalhes do acordo não foram divulgados e só deverão ser inteiramente conhecidos na reunião anual do grupo marcada para 30 de novembro em Viena.

O Brent fechou com alta de 5,92% nos contratos para dezembro, que fecharam a US$ 48,69. Já o WTI negociados nos EUA fechou em 5,48% para US$ 47,12 por barril.

Às 9h05, o barril de Brent para dezembro negociado na International Exchange Futures (ICE), em Londres, tinha alta de 1,48%, a US$ 47,21. Já o barril de WTI para entrega em novembro, negociado no New York Mercantile Exchange (Nymex), em Nova Iorque, avançava 1,23%, a US$ 45,22.

O acordo prevê um corte na produção para uma faixa entre 32,5 milhões e 33 milhões de barris por dia (bpd), ante a atual produção de 33,24 milhões de bpd. A reunião informal da Opep aconteceu em Argel nesta quarta com o objetivo de conter o excesso de oferta no mercado global, que tem levado a uma acentuada queda de preços vista desde meados de 2014.

Na véspera, os contratos de futuros do petróleo despencaram 3% com a descrença de haver um acordo dos países da Opep.